Consultor Jurídico

Prerrogativa de milicianos

Advogado é agredido e arrastado pelo chão algemado pela PM de Goiás

Retornar ao texto

Comentários de leitores

32 comentários

Admirável mundo bovino

João pirão (Outro)

Mês passado recebi um vídeo de um outro advogado que foi agredido no Paraná por não querer sair de uma praça pública quando abordado por um policial. Evidentemente se faz mais comum essas atitudes dos policiais. O que demonstra que as estruturas sociais têm mudado de fato. Ainda sabendo, que por regra geral, um advogado é conhecedor dos seus direitos, deveria haver certo pudor no uso da força policial, ajustando-se ao máximo, às regras e procedimentos da segurança pública. Se isto não acontece, é porque de fato há um espaço aberto para destilar ranço, passar fatura, uma caixa de Pandora, que já podemos saber onde vai fraguar.
O autoritarismo não se dá necessariamente por um golpe. Ele pode ser por gradiente, como está acontecendo. Talvez, cada vez quando acordemos estaremos um pouco mais indolentes, mais apáticos, e menos empáticos com as dores dos próximos até chegar a nós mesmos. Pode chegar ao ponto de justificar os atos dos nossos algozes.
Se uma profissão chamada a ser o baluarte da administração da justiça é vilipendiada dessa maneira, é porque chegamos a um ponto de desarranjo social preocupante. Infelizmente subestimamos a barbárie.

Responder

quem solta quem?

Clovis de Albuquerque Ramos (Bacharel)

boa noite, um policial prende um advogado, mas o próprio advogado, tem a capacidade de se soltar.
Já um policial quando é preso, não pode e nem tem a capacidade de ser soltar, senão através de um advogado.
Não sei se posso chamar de policiais quem não respeita um advogado e usa de abuso de autoridade. porem destaco que não são todos. um abraço. espero providencia da OAB e não só falacias.

Responder

Aos doutos colegas

incredulidade (Assessor Técnico)

que fizeram "arminha" agora se preparem..
Não quiseram ditadura? Agora aguentem.. acharam que ditadura era só para os outros.. Ditadura não tem favorecidos além dos que diretamente a causaram...
Advogado defensor da ditadura deveria ter a OAB cassada.. que vá defendê-la na política

Responder

Advogado a favor do autoritarismo?

Carlos Alvares (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Advogado a favor do autoritarismo? Quem?

outro lado dos fatos

Thiago Cunha (Policial Militar)

policiais militares são cobrados dia e noite devido a violência e insegurança, resultado todos os PM no Brasil estão estressados e cansados, podendo explodir a qualquer hora.

Responder

Tem lado?

incredulidade (Assessor Técnico)

Coitados... estou pronto para dar minha cara a tapa para os policiais poderem descarregar a frustração deles e, assim, viverem mais felizes.
Que tempos estranhos vivemos

Ridículo!

Flávio Marques (Advogado Autônomo)

Tadinhos! São os únicos trabalhadores no Brasil - quiça do mundo - que são cobrados e, por conta disso, estão estressados. Nenhuma outra profissão no mundo inteiro consegue ser mais estressantes? Nem por isso vejo outros profissionais dando tapa na cara dos outros, igual a escória do militarismo faz! Mas é claro: só fazem isso porque andam em bando, como hienas! Medíocre argumento! Se não aguenta pressão, só sair; ninguém está obrigando a ficar no bando das hienas!

Não há fatos!

Marcelo-ADV (Outros)

O que você afirmou não se trata de uma análise fática. É um argumento, que poderia ser utilizado para qualquer caso. E pior ainda, pode ser usado, antecipadamente (ou seja, o fato ainda nem existe), para qualquer violência praticada no futuro.

Considerando essa possibilidade de explosão (uma desculpa já aceita por muitas), o controle emocional deveria, treinamento e concurso, ser bem mais rigoroso.

Aguardem a apuração dos fatos.

ECFRITZ (Funcionário público)

Depois dos caso relatado ser devidamente apurado, com direito a defesa, e sendo os agentes da lei culpados, devem ser devidamente punidos.

Responder

Qual será a atitude

incredulidade (Assessor Técnico)

que justifica um policial bater em alguém algemado?
Eu devo ter estudado outro Direito Penal.. um Direito Penal que fala em excessos e que não confunde exercício regular do direito com arbítrio.
Vamos imaginar que o advogado xingou os policiais, ameaçou agredi-los..
Foi algemado não foi? Está imobilizado não está?
Que "apuração dos fatos" o distinto comentarista espera, para justificar bater em alguém imobilizado?
É cada uma....

Não entendi o comentário!

Marcelo-ADV (Outros)

Não se deve repudiar a violência? A filmagem não deixa dúvida, não importando qual seja o resultado do processo, que deve mesmo ser bem conduzido para evitar qualquer possível nulidade. Mesmo que não resulte em condenação por inúmeras razões, não muda o cenário. Ou não assistir ao vídeo?

Fatos...

Diego do Nascimento (Estudante de Direito - Tributária)

Fato1: Advogado algemado.
Fato2: Advogado algemado sendo agredido.
Fato3: Você querendo disfarça que quer passar pano para truculência policial escancarada.

STM

Professor Edson (Professor)

Polícia despreparada e um STM que é um verdadeiro e imenso lixo dá nisso, sempre.

Responder

Triste agressão à Democracia

Valter Mendes Jr (Advogado Autônomo - Trabalhista)

É triste ler uma noticia desta e pior ainda é ler alguns comentários reacionários e ultrapassados, datados de um tempo que não queremos mais: 1964! Os nada valorosos policiais não têm o direito de agredir nem o pior dos facinoras, mas sim fazer cumprir a lei. O nobre colega Advogado Goiano (a quem me solidarizo) cumpriu com seu dever de defender a Constituição e foi covarde e brutalmente agredido. Infelizmente, desde 2018, a truculência, a violência em suas mais diversas facetas e a intolerância encontraram ambiente fértil para serem elevadas a um patamar ainda mais terrível. Um Estado de Direito não pode conviver com essas idiossincrasias. Quando abrimos um jornal e nos deparamos com um Ministro de Estado ameaçando a democracia, quando observamos que agentes do Estado praticam violência sem se incomodar que estão sendo filmados, quando um Presidente da República participa de atos contrários à própria Constituição Federal, quando nos acostumamos com milhares de mortes diárias etc., não há dúvida de que nossa Democracia está sendo agredida e acusando o golpe como um pugilista prestes à perder a luta! Precisamos que a sociedade organizada, dentre os quais nossa OAB, se posicione firmemente e tenha ações firmes em nome da Sociedade Brasileira e de um marco civilizatório mínimo! Chega de ameaças à nossa Democracia! Chega de dar ouvidos e espaço à pessoas retrógradas e datadas, chega de dar espaço aos amantes dos coturnos que sufocam e matam os pobres! Precisamos de uma Polícia decente e cidadão, não de Milicianos! ACORDE OAB!!! AINDA DÁ TEMPO!!

Responder

Incentivo presidencial

Eloisa Nascimento (Advogado Autônomo - Civil)

Ao pregar recorrentemente a violência, o presidente Bolsonaro insufla policiais-militares despreparados emocionalmente e que são acobertados por superiores que se colocam acima da lei. A OAB não tem que ficar apenas em notas, mas iniciar uma campanha contra a violência policial e auxiliar o advogado em processo criminal e civil. Mais que isso: acompanhar o processo disciplinar e o inquérito policial até o fim, vigiando e publicando cada passo deles.
Infelizmente, há nichos nas PMs que se comportam como a Gestapo de Hitler. Ou paramos com eles agora, ou não terá mais volta.

Responder

Infelizmente a OAB não fará nada além de lançar nota

Carlos Alvares (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Infelizmente, a OAB não fará nada além de lançar nota de repúdio.

Ora, se a OAB fica com medo de "peitar" presidentes de Tribunais, que usurpam a competência exclusiva da OAB (por ex., ditar regras sobre trajes de advogados), o que dirá de uma situação desta. A OAB se acovardará mais uma vez.

Estamos f...........

Repugnante

AP Advogado (Advogado Autônomo - Criminal)

Parabéns ao advogado, Dr. Orcélio, pela intervenção em favor do flanelinha. No mais me solidarizo com o Senhor e espero que os responsáveis pelas agressões e omissões sejam punidos, desde que lhes sejam assegurada a ampla defesa que aparentemente lhe foi negada.

Ademais "para que o mal triunfe basta que os bons não façam nada". Edmund Burke. Novamente parabéns ao advogado.

Para finalizar acredito que é consenso. Estamos caminhando para a barbárie. Se agridem um advogado (conhecedor das leis) com tamanha violência em plena luz do dia e cientes de que estão sendo gravados imaginem o que fazem na calada da noite com pobres e periféricos.

Mas se agem assim é porque sabem que não haverá punição, seja pela corregedoria, seja por um juiz de direito. Se houver será branda.
Quem atua na área criminal sabe o valor que juízes e promotores dão às palavras de policiais. Chega a ser algo enojante.

Mas juizada, promotores, hoje são os advogados, mas amanhã podem ser vocês. A complacência de muitos de vocês com o arbítrio e a violência policial contribui para casos como estes.

Responder

Advogado Agredido

Boris Antonio Baitala (Advogado Autônomo - Civil)

Infelizmente isso vai continuar enquanto a OAB manter-se mais preocupada com política, do que com a defesa dos membros de sua classe. Sempre que acontece situações da espécie, vemos a OAB afirmar: "vamos acompanhar". Acompanhar o quê? A OAB tem que prestar o patrocínio necessário para que a agressão tenha resposta. Ficar de olho não resolve nada. Precisamos de ação, de suporte e de proteção para o exercício do nosso mister.

Responder

Concordo totalmente!

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Como a própria reportagem narra, a violência e a agressão contra advogados infelizmente são rotineiras pelo país afora. O desprestígio da Advocacia é um resultado funesto da OAB, que atuando prioritariamente como partido político trata as prerrogativas dos advogados como questão secundária. Da mesma forma, a atuação desastrosa da OAB na política desprestigia não somente a instituição como também todos os profissionais que ela deveria representar. Daí, se origina um terreno propício para a arrogância e a sensação de impunidade dos agressores de advogados. Já passou da hora da OAB se colocar no eixo, não se envolver com política e tratar prioritariamente da proteção das prerrogativas dos profissionais do Direito para coibir e adotar as medidas juridicamente cabíveis contra tais abusos inaceitáveis.

Ufa! Finalmente!

Monteiro_ (Advogado Autônomo - Civil)

Até que alguem, nobre colega, colocou o dedo na ferida! Nós não temos quem nos represente e nos defenda. Essa OAB, com algumas ressalvas, é uma vergonha! Esquece a verdadeira missão e perde a credibilidade, se imiscuindo em política partidária. Outro dia liguei, comunicando a prisão de um colega e ouvi esse clássico "vamos acompanhar". E ficou por aí! Enquanto isso, as anuidade$$$!... E temos que pagar uma em cada estado, como se tivéssemos vários "brasis"!

Comentar

É necessário se identificar fazendo login no site para poder comentar.
Não tem conta na ConJur? Clique aqui e cadastre-se!