Consultor Jurídico

Origem do caos

"Lava jato" tirou legitimidade da eleição de 2018, afirma advogada de Lula

Retornar ao texto

Comentários de leitores

18 comentários

Mais uma tosca narrativa

Sergio Battilani (Advogado Autônomo)

Lula teria em 18 menos votos que seu último poste, o "andrade"!
E se for mesmo candidato em 22, pelas absurdas decisões da corte política, e houver voto auditável, bolsonaro será eleito em 1° turno com no mínimo 70% dos votos!
Chega de lambanças e narrativas!!!

Menoscabo à nossa inteligência

Skeptical Eyes (Engenheiro)

Por certo você conta com o apoio do Pacheco que mais aparenta ser o concorrente ao cargo ( vai perder com certeza mas dividirá votos).
Em 2022 a aposição em geral (lulista petista e outros) terá lágrimas de sangue das vítimas a argumentar com provas colhidas pela CPI portanto vai tirando o cavalinho da chuva pois seu candidato no mínimo cairá no ostracismo .
Aguardemos quem serão os demais candidatos pois as pesquisas estão muito precoces e brasileiros devem ter aprendido que a presidência da república não é modess nem penitenciária e cloroquina não cura Covid 19.

Inversão de valores e agentes

Skeptical Eyes (Engenheiro)

Não foi a Lava Jato que teria tirado a legitimidade da eleição e sim as decisões do STF.
Neste sentido a advogada teria razão pois por mais que nos esforcemos não conseguimos enxergar abuso de poder numa condução coercitiva após decorrida mais de uma hora de espera no aeroporto onde o juiz veio fazer interrogatório a domicílio do suspeito. Também não vemos abuso de poder em interceptar telefonema em número indicado pelo próprio suspeito (que sabia ou deveria saber não ser dele mas possivelmente alí plantado para gerar nulidade).
Além disto tudo o foro de Curitiba não foi reclamado como pela Corregedoria, nem pelos foros que são dados como legitimados e também não houve prejuízo à defesa do acusado. Portanto lamentamos as decisões tomadas mas se assim o fizeram então que mandem cancelar as eleições de 2022 e o conduzam diretamente ao cargo se acharem direito líquido e certo e enterrem logo o país nas mãos dos delinquentes condenados pela Lava Jato.
E como fica a moral da justiça (2º gráu e STJ) onde o suspeito já tinha recorrido, a nosso ver ilegitimado, e sem sucesso?
Anular a eleição a que se refere o texto equivaleria à perda do cargo dos então eleitos.
Façam-nos este favor ! Aproveitem-se do fato de terem sido com urnas eletrônicas que o atual presidente as diz fraudáveis !

Só vou falar da pessoa entrevistada

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Dra. Valeska, como eu queria ter a sua fluência em inglês ! A senhora me impressionou.

Puxadinho do PT

kalemos (Bancário)

A página, assim como a OAB, virou um puxadinho do partido dos trabalhadores (que nunca trabalharam...).
O próximo passo é lançar a candidatura do nove dedos à presidência. É o fim dos tempos.

Justiça tem que ser pra todos.

Artur lei é p todos (Advogado Autônomo - Administrativa)

O trabalho dos advogados do ex-presidente presidente foi fantástico. Poucos advogados suportariam com altivez e dignidade a pressão contrária de uma turba midiática ou não, sem qq senso de justiça.
Querer desqualificar atuação de advogados brilhantes, é no mínimo um desrespeito à categoria. O jus esperniendi é válido, mas com civilidade.

Comentário 3

Afonso de Souza (Outros)

O "trabalho" aconteceu, isso sim, na Segunda Turma. Cancelaram os processos com base apenas em ilações contra Moro. Lula foi condenado por 10 juízes de direito concursados, em 3 instâncias, por unanimidade.

De profundis

Joro (Advogado Autônomo)

Ainda que singela e genérica, a fala traz no seu bojo o dado informativo essencial: corrigiu-se uma injusta e hedionda perseguição!
É o que importa.
Profundidade científica e estilo melhor se analisam na Academia. Justiça é ação na busca da verdade.

Hein?

Afonso de Souza (Outros)

O que houve ali não foi "correção de injustiça", foi, isso sim, uma manobra para blindar um criminoso (que já havia sido condenado por 10 juízes de direito concursados).

O processo...

Neli (Procurador do Município)

O processo , parece-me ,foi declarado nulo. Não foi extinto, pois não?
Por ser maior de 70 anos, dificilmente o mérito será julgado, porque a prescrição alcançará.
No mais, "de lege ferenda" o lapso prescricional, após os 70 anos (ou para o menor de 21 anos), deveria ser extirpado. Não há nenhum fundamento real ou plausível a amparar esse benefício.

Brilhantismo e competência!

Artur lei é p todos (Advogado Autônomo - Administrativa)

Meus parabéns Dra. Valeska! Você é uma advogada da melhor qualidade.
Inteligente, competente, determinada, honrada, talentosa, e também corajosa, muito corajosa.
Imagino a "pressão" que você e seu marido sofreram ao defenderem Lula, na época em que a Lava jato associada à grande mídia, queriam o "sangue" do ex presidente. Valeu tudo pra condenar um homem inocente, que foi um dos melhores presidentes do Brasil.
Como brasileiro digo: muito obrigado por não terem desistido, e isso
demonstra o bom caráter e dignidade, sua e do Cristiano.

Observação

Afonso de Souza (Outros)

Agradeça (ou parabenize) o Gilmar e o Lewandowski.

Guarde para si suas opiniões

Max (Advogado Autônomo)

Ao colega, por favor, menos. A entrevistada, assim como o marido dela, receberam polpudos honorários para defender a pessoa em questão. Isso tudo é só um mimi.

Deus tenha piedade deste país

Max (Advogado Autônomo)

Querer dizer uma sandice destas, de que a "Lava Jato" atacou as instituições, ou prejudicou eleições, é no mínimo despautério. Como foi bem observado por outros comentaristas, a pessoa defendida (que não merece nem a citação de seu nome), foi liberado por manobras espúrias. Um verdadeiro vexame. Eu como brasileiro afirmo, NÃO VOTAREI EM MAIS NENHUM POLÍTICO, E NÃO CONFIO NO PODER JUDICIÁRIO BRASILEIRO.

Planfleto politico partidário

jcesarsiqueira (Advogado Autônomo - Civil)

Aviso a doutora - o processo não chegou ao fim!

A indigência jurídica veiculado por um boletim especializado

JALL (Advogado Autônomo - Comercial)

Insistir que o sumiço das causas que condenaram o Lula foi um conjunto de atos praticados por quem tem notável saber jurídico e ocupa cadeiras no que deveria ser a Suprema Corte é, no mínimo deplorável. Que se tenha esse espetáculo de violência contra as Ciências Jurídicas, no caso O Processo, que construções humanas que deveriam seguir regras pétreas e invioláveis sob pena de o domínio do Zollen alemão quedars-e defunto, good for nothing, teremos o fim do Direito. Por não serem ciências jurídicas exatas, no sentido matemático do termo, a desobediência às suas próprias regras é o seu fim, porque só o mimetismo que se pretende delas com o que maís se aproxime da matemática morre por execução letal em guilhotina ou o que a valha. A descondenação do Lula merece o repúdio de qualquer pessoa de bem que seja do ramo do direito, porque viola com brutalidade o princípio pétreo processual da iteratividade da preclusão lógico consumativa absoluta. Mas parece que nem colegas com prestígio profissional, nem os próprios ministros da nossa mais alta corte, em coro com este Boletim Jurídico, estão informados a respeito da gravidade do estupro processual cometido. Por isso explica-se o presidente que temos e, pior, o que vem por aí.

Comentário 2

Afonso de Souza (Outros)

Muita gente apoiava a Lava Jato até o dia em que ela alcançou Lula e outros políticos graúdos. Desse dia em diante, esses apoiadores viraram críticos e inimigos da Lava Jato e ainda dizem que a operação era seletiva.

A decisão do STF (Segunda Turma) nem sequer alega que Moro tenha cerceado os direitos do réu ou dos advogados, ou ainda que tenha forjado provas. No fundo, baseou-se somente em ilações e concluiu - convenientemente - a partir delas.

A Lava Jato foi um marco no combate à corrupção no Brasil, inclusive no que tange à recuperação do dinheiro (bilhões!) roubado.

Legitimidade das eleições de 2018

Rubens Cavalcante da Silva (Serventuário)

As eleições de 2018 foram legitima - como todas as outras - porque foram o resultado da manifestação soberana do povo brasileiro nas urnas.
Sempre que o povo não está satisfeito com as propostas ou práticas dos políticos eles não são eleitos ou reeleitos, simples assim.
Quando o povo tem conhecimento de que o governo está mergulhado em corrupção, é natural retirar o governante e a corrente política que o apoia do poder. O nome disso é DEMOCRACIA.

Comentar

Comentários encerrados em 26/07/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.