Consultor Jurídico

Comentários de leitores

12 comentários

Nunca vi tantos juristas

antonio carlos teodoro (Advogado Sócio de Escritório - Previdenciária)

País onde todos sāo juristas, alguns fazem trânsito em julgado dos concursos, outros adentram na OAB cargos via capitania hereditárias, os Supremos, são escolhidos sem passar em um concurso, porque são amigos do rei, ou prestaram favor …. . Agora dizer que as forças armadas não estão acima da lei, está correto, eles sabem, se não soubessem que nāo, certamente já teriam colocado todos os corruptos e corruptores presos. Que da vontade da, qual brasileiro honesto nāo gostaria. Até de bermuda se entra na suprema corte, compre um apartamento via propina, coloque seu filho milionário, venda uma Passadina para ver onde vai parar. Por fim, como advogado e JURISTA, sou brasileiro, rsrs, inclusive já falei para jornais americanos, melhorou o currículo, digo, nunca vi tanto recurso do recurso, e recurso do recurso, ser admitido, sem uma punição, tente vc advogado sem QI fazer isso. Da é nojo. Aí pergunto, vale ou não vale uma democracia via Forças armadas.

Vale uma democracia

JOLUBARBOSA (Contabilista)

Percebe-se o viés da matéria dos "juristas" que assinam o artigo. Críticas é uma coisa e levantar suspeitas é outra coisa, são institutos diferentes.
Comentário bem realista.

Geralmente os militares dão golpes sob a desculpa de

João B. (Advogado Autônomo)

moralizar o status quo.
No caso do Brasil, querem dar golpe para poderem saquear o erário.
Não há o que não haja.

Pau que dá em Chico

Alex Mamed (Advogado Autônomo)

Os juristas dizem algo que as Forças Armadas não disseram: que estavam imunes a críticas... Vejam a distância quilométrica que há entre uma acrítica e uma acusação absurda que Omar Aziz fez... falar em intromissão de um Poder em outro, sem criticar a militância política do STF com parlamentares, pra barrar o voto impresso, chega a ser cômico... esse grupelho Prerrogativas não emite uma nota sobre como a CPI trata os depoentes e seus advogados... Que coisa... que nível de aparelhamento

Cirúrgico

JOLUBARBOSA (Contabilista)

Comentário claro, realista e objetivo, é isso mesmo.

Defensores de ofensas às Forças Aramadas

Miguel A. F. Duarte (Advogado Autônomo - Civil)

Esses "defensores da democracia com ofensas às Forças Armadas" são os mesmos que defendem uma CPI encabeçada por indivíduos que deveriam estar sendo julgadas e no entretanto figuram como julgadores. Isso é mesmo o
Brasil de hoje! Dá nojo.

3 + 1

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

É o que diria o saudoso Ulysses Guimarães: Três patetas mais um. O conceito que os militares tem de democracia e instituições, é para lá de brega. Esse tom às vezes miliciano, às vezes fascista, arrepia as veias democráticas.

Comentário

Afonso de Souza (Outros)

Você acertou na primeira parte ("conceito de democracia e instituições") da crítica e errou, mais que eles, na segunda.
Obs.: O termo 'fascismo' (serve também para 'genocídio') vem sendo usado de maneira leviana, há tempos.

Já deu!

Alex Mamed (Advogado Autônomo)

Só queria saber como voce se sentiria, sendo acusado de corrupto, sendo que o acusado é um notório corrupto que responde vários processos, enquanto os oficiais das forças armadas não respondem a nenhum processo... e esse papo de fascista já deu... banalizaram o termo de tal modo, que qualquer bobagem virou fascismo... coisa tão cringe...

Liberdade de expressão deve respeito às instituições

Nelson Guimarães (Advogado Autônomo - Tributária)

A afirmação acima foi feita pelo Min. Fux em sua nota à imprensa na qual informar à sociedade que "O Supremo Tribunal Federal ressalta que a liberdade de expressão, assegurada pela Constituição a qualquer brasileiro, deve conviver com o respeito às instituições e à honra de seus integrantes, como decorrência imediata da harmonia e da independência entre os Poderes. O STF rejeita posicionamentos que extrapolam a crítica construtiva e questionam indevidamente a idoneidade das juízas e dos juízes da Corte."
Em outras palavras, somente o STF está imunizado às críticas negativas e que ofenda seus membros, pois, doutra forma, o crítico-negativo sentirá o peso da mão do ministro inquisidor mediante a visita da PF!!
Senhores Juristas Palpiteiros tenham honestidade intelectual ao avaliar os fatos.

O senhor confunde a parte (podre) com o todo

João B. (Advogado Autônomo)

A crítica do senador foi em relação à banda podre, não foi em relação às forças armadas em seu todo.
Ora, banda podre existe em praticamente qualquer grande agrupamento, e quando verificada, deve se fazer tal qual se faz com uma fruta podre no cesto: retirá-la antes que contamine todo o resto.
Ao não aceitar a crítica, parece que o comando se identificou (serviu o chapéu).

Parabéns.

JOLUBARBOSA (Contabilista)

Foi muito feliz em seu comentário.

Comentar

Comentários encerrados em 16/07/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.