Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Ministério público, uma perspectiva.

Joro (Advogado Autônomo)

A despeito do material de pesquisa que nele se contém, o artigo se revela algo impregnado da idiossincrasia acusatória e punitiva, muito própria dos que se incumbem da persecução em juízo: o Parquet (que encarna a essência acusatória).
A propósito, como anda a Segunda Instância (a quem se quer dar a última palavra nas decisões criminais condenatórias) no Brasil profundo? (Bom dia, Tribunal de Justiça da Bahia!). Cabe refletir...

Responder

Comentário vazio, como de costume.

Tarquinio (Advogado Autônomo - Empresarial)

Seguindo por essa linha de raciocínio, somos o país com os juristas mais esclarecidos do planeta Terra, bem como todos os demais países do globo estão impregnados com tal predicado por você atribuído, na medida em que apenas em terras tupiniquins a presunção de inocência alcança tal amplitude.

Magnifico

elias nogueira saade (Advogado Autônomo - Civil)

Concordo que o artigo é magnifico. O Brasil é o país da impunidade exatamente por isso. Só faltou aditar que o "ex" está gozando férias com muita grana

Responder

Aplausos para o Dr. Tourinho !!!!

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Artigo magnífico.

Responder

Comentar

É necessário se identificar fazendo login no site para poder comentar.
Não tem conta na ConJur? Clique aqui e cadastre-se!