Consultor Jurídico

Fé e Ciência

Presidente do STJ se solidariza com famílias das 200 mil vítimas da Covid-19

O presidente do Superior Tribunal de Justiça e do Conselho da Justiça Federal, ministro Humberto Martins, manifestou pesar, nesta sexta-feira (8/1), pela marca ultrapassada de 200 mil mortes provocadas pela Covid-19 no país. O Brasil é a segunda nação do mundo a registrar oficialmente esse número de vidas perdidas em decorrência de epidemia, atrás apenas dos Estados Unidos.

Presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins
Gustavo Lima

Em nota, o presidente prestou solidariedade aos familiares das vítimas e enalteceu o esforço dos profissionais da saúde no tratamento dos pacientes. Humberto Martins também se disse otimista com o desenvolvimento de imunizantes contra a doença, afirmando que o empenho "daqueles que se dedicam à criação das vacinas não será em vão". "A pandemia será vencida com fé, esperança e ciência", finalizou

O patamar de 200 mil óbitos foi alcançado nesta quinta (7/1). Conforme o último balanço do Ministério da Saúde, foram registradas 200.498 mortes em decorrência do novo coronavírus. Ainda segundo o levantamento oficial, o país chegou a 7.961.673 de pessoas infectadas desde o início da pandemia. Com informações da assessoria de imprensa do Superior Tribunal de Justiça.

Leia a íntegra da nota:

"Sinto profundamente pela perda das vidas das 200 mil vítimas brasileiras da Covid-19. Ao mesmo tempo em que me solidarizo com as famílias enlutadas, pois sei como é difícil perder um ente querido, reafirmo que nada é impossível para Deus. Tudo passa; a pandemia será vencida com fé, esperança e ciência, porque Deus está no controle de tudo o que o homem faz. O esforço dos profissionais de saúde e daqueles que se dedicam à criação das vacinas não será em vão. Podemos fazer um mundo melhor."




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 8 de janeiro de 2021, 20h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/01/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.