Consultor Jurídico

Tempos modernos

Via Telegram, Janot autorizou procurador a investigar autoridades com foro especial

Retornar ao texto

Comentários de leitores

3 comentários

O exemplo vem de cima

olhovivo (Outros)

Não é à toa que a turminha de primeiro grau fez o que fez. Uma figura destas que cogitou matar e se suicidar e que tinha uma "farmácia" etílica no gabinete, era o que serviu de exemplo e foi seguido. Infeliz o país que tem esses tipos de fiscais da lei.

Responder

ORCRIM de Curitiba

chikabon (Economista)

Alta traição à Pátria.

Responder

Cunha livre!!

acsgomes (Outros)

Cunha livre!!

Comentar

É necessário se identificar fazendo login no site para poder comentar.
Não tem conta na ConJur? Clique aqui e cadastre-se!