Consultor Jurídico

Conduta reprovável

Gerentes de banco que desviaram mais de R$ 1 milhão são condenadas pelo TJ-SP

Por 

A palavra das testemunhas, se coerentes e em harmonia com outros elementos de convicção existentes nos autos, tem especial importância, tanto para confirmar a materialidade dos fatos quanto sua autoria e dolo.

morguefile.comGerentes de banco que desviaram mais de R$ 1 milhão são condenadas pelo TJ-SP

O entendimento foi adotado pela 9ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo ao manter a condenação de duas gerentes de um banco pelo crime de peculato. A pena foi fixada em cinco anos de reclusão em regime semiaberto.

De acordo com a denúncia, as rés desviaram mais de R$ 1 milhão, efetuando diversas operações de crédito rural de forma irregular. Além disso, as acusadas teriam efetuado saques indevidos da conta de clientes aposentados beneficiários do INSS. Os valores eram transferidos para contas bancárias de parentes das duas gerentes.

O relator do recurso, desembargador Roberto Grassi Neto, afirmou que “restou devidamente comprovada a materialidade delitiva” pelas provas e testemunhos constantes dos autos. Além disso, Grassi Neto ressaltou que há vários elementos considerados na dosimetria da pena, como os altos valores desviados, o fato de as rés ocuparem cargos de confiança, a reprovabilidade da conduta e a continuidade delitiva.

"Diferentemente do quanto sustentado pelos combativos advogados, as penas de ambas as apelantes, criteriosamente dosadas e fundamentadas em perfeita consonância com o sistema trifásico de aplicação da pena, não comportam, com efeito, qualquer reparo", afirmou o magistrado. A decisão se deu por unanimidade. 

Processo 0001437-10.2013.8.26.0588




Topo da página

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 17 de fevereiro de 2021, 7h26

Comentários de leitores

1 comentário

Bancárias

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Você vai para uma agência bancária abrir uma conta. Encontra uma gerente que, além de educada, tem aqueles olhos verdes e um corpo escultural. A solução: abrir uma conta bancária, fazer depósitos semanais e ficar amigo da gerente.
Mas, pode ser uma faca de "dois legumes".
Você é solenemente enganado, porque a gerente transfere os depósitos para a conta dela, e você continua com o seu "amor platônico", mas sendo despido, economicamente, todas as semanas.
O Banco, possivelmente, não conseguirá recuperar o dinheiro. Vai ter que utilizar o seguro.

Comentários encerrados em 25/02/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.