Consultor Jurídico

Notícia de Fato

Advogados pedem que OAB de São Paulo explique se eleições serão online

Advogados enviaram nesta terça-feira (16/2) uma notícia de fato solicitando que a Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo adote todas as medidas necessárias para que as eleições da entidade sejam feitas à distância, de forma virtual, e que informe sobre qual modalidade de pleito será adotada.

Advogados enviaram notícia de fato à Procuradoria da República em SP
Reprodução

A solicitação já havia sido feita em 1º de fevereiro. Como não houve resposta por parte da OAB-SP, os signatários enviaram a notícia de fato à Procuradoria da República em São Paulo e ameaçaram ajuizar uma ação civil pública se a Ordem permanecer em silêncio.

"Tendo em vista que até a presente data não houve nenhuma resposta ou manifestação da OAB-SP a respeito da necessidade da preservação e defesa da vida, os signatários notificaram o Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo a respeito dos fatos acima narrados, para que possam adotar as medidas no sentido de evitarem evento de extrema aglomeração e proliferação da Covid-19", diz o texto. 

Por causa da falta de elucidação, os advogados pedem agora que sejam tomadas todas as medidas necessárias para que a OAB-SP explique como se dará a eleição deste ano. 

"Com bastante preocupação vemos a realização concreta do referido pleito. A pandemia que assola o planeta tem atingido recordes de proliferação no Brasil e no mundo, especialmente nos grandes centros. O estado de São Paulo é o mais populoso da federação, não é exceção."

Os advogados também destacam que o voto digital já foi aprovado pelo Conselho Federal da OAB e que oito estados já adotaram o sistema (DF, PR, RS, SC, TO, PE, CE e RN).

O texto é assinado por Mario de Oliveira Filho; Braz Martins Neto;
Cibele Miriam Malvone; Cid Vieira de Souza Filho; Fábio Guedes Garcia da Silveira; Fábio Romeu Canton Filho, Gilda Figueiredo Ferraz de Andrade; Heidi Von Atzingen; Marco Aurélio Vicente Vieira; Martim de Almeida Sampaio; Renata Soltanovitch
e Umberto Luiz Borges D’Urso.

Clique aqui para ler a notícia de fato




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 16 de fevereiro de 2021, 21h36

Comentários de leitores

3 comentários

Vergonha

S. Queiroz (Outros)

A OAB/SP, na presente administração, nas outras também, é uma VERGONHA. Defendem seus interesses particulares. Como dizia Frei Henrique: No Brasil, "nenhum homem é repúblico que zele pelo bem comum, senão pelo próprio interesse"; lá em 1500.

Muito cedo

tania (Advogado Sócio de Escritório)

Li o pedido entendi com a devida venia que ainda é cedo para tal decisão Não vejo motivo para agora movimentar o Juduciario a não ser para vez mais venia ser notícia

No tempo certo!

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Se esperar para um futuro mais próximo, vão alegar como desculpa que não há tempo hábil.
Com bastante antecedência vão ter tempo de sobra e não haverá desculpa, a não ser a esfarrapada.

Comentários encerrados em 24/02/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.