Consultor Jurídico

Entranhas da República

Lewandowski vota pela manutenção de acesso de Lula às conversas da "vaza jato"

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal está julgando nesta terça-feira (9/2) o pedido dos procuradores da "lava jato" paranaense para que fossem revogadas as decisões que franquearam à defesa do ex-presidente Lula acesso às conversas da "vaza jato". Os diálogos foram obtidos por hackers e, posteriormente, apreendidos pela Polícia Federal, no curso da apelidada operação spoofing. 

Ministro Ricardo Lewandowski é o relator da Reclamação 43.007
Nelson Jr./STF

Após sustentação oral do advogado particular que representa os procuradores, Marcelo Knoepfelmacher; da subprocuradora-Geral da República Cláudia Sampaio Marques; e do advogado de defesa de Lula, Cristiano Zanin Martins, o relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski, votou pelo não conhecimento do pedido, diante da manifesta ilegitimidade recursal dos procuradores. E, caso o pleito seja conhecido, o relator votou por seu indeferimento.

Reclamação 43.007

Mais informações em breve




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 9 de fevereiro de 2021, 16h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/02/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.