Consultor Jurídico

Academia

Da Redação

extensão online

ENM-AMB sorteia bolsas integrais para cursos jurídicos até esta quarta

Cinquenta bolsas integrais para cursos jurídicos serão sorteadas pela Escola Nacional da Magistratura (ENM) da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), especialmente para os que não tenham condições financeiras. As inscrições estão abertas até esta quarta-feira (10/2).

Divulgação

As vagas são referentes a 11 cursos online da instituição, com 10 horas-aula cada, sem avaliações. Alguns dos temas oferecidos são fake news, crimes eleitorais, Direito Digital Eleitoral e funcionamento da campanha eleitoral.

As aulas são lecionadas por juristas variados e até ministros do Supremo Tribunal Federal. Os alunos que concluírem os cursos ganharão certificado de extensão pela ENM e pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande de Sul (PUC-RS).

Os interessados precisam enviar um e-mail para secretaria@enm.org.br, expondo sua história de vida e os motivos pelos quais gostaria de estudar na ENM. O candidato também deve informar dados como nome completo, CPF, telefone e endereço com CEP. Mais informações estão disponíveis no site da ENM.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 9 de fevereiro de 2021, 17h13

Comentários de leitores

1 comentário

Oit, ajude-nos abolir de vez a escravidão moderna oab

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos , escritor, jurista. “DE TODOS OS ASPECTOS DA MISÉRIA SOCIAL NADA É TÃO DOLOROSO, QUANTO O DESEMPREGO ( Janne Adms)
Senhores membros da ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO – OIT, ajude-nos abolir de vez o trabalho análogo a de escravos no Brasil, a escravidão moderna da OAB e inserir no mercado de trabalho cerca de quase 400 mil cativos ou escravos contemporâneos da OAB, devidamente qualificados pelo Estado (MEC) jogados ao banimento sem direito ao primado do trabalho. "O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigualdade, de descaso". Antes da promulgação da Lei Áurea, era legal escravizar e tratar as pessoas como coisa, para delas tirarem proveitos econômicos. A história se repete: Refiro-me ao jabuti de ouro da OAB, o famigerado caça-níqueis exame da OAB, cuja única preocupação é bolso dos advogados devidamente qualificados pelo Estado (MEC), jogados ao banimento, sem direito ao primado do trabalho, renegando pessoas a coisas.
Segundo o Egrégio STF a violação do direito ao trabalho digno impacta a capacidade da vítima de realizar escolhas segundo a sua livre determinação. Isso também significa “reduzir alguém a condição análoga à de escravo” (STF). Durante o lançamento do livro ‘Ilegalidade e inconstitucionalidade do Exame de Ordem do corregedor do TRF da 5º Região, Desembargador Vladimir Souza Carvalho, afirmou que exame da OAB é um monstro criado pela OAB. Disse q nem mesmo a OAB sabe do que ele se trata e que as provas, hoje, têm nível semelhante às realizadas em concursos públicos para procuradores e juízes. “É uma mentira que a aprovação de 10% dos estudantes mensure que o ensino jurídico do país está ruim..

Responder

Comentários encerrados em 17/02/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.