Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Será????

IldoBarros (Advogado Autárquico)

Não tenho base jurídica no meu Curriculo, mas entendo aqui que não houve justiça e sim vingança do judiciário para melhorar sua imagem, já bem arranhada por outras "cabeçadas!"

Premonição!

Jcandal (Advogado Autônomo - Civil)

Antes de ler a matéria tinha certeza de que ela só poderia ser procedente de membro do MP, mesmo desconhecendo o articulista!
Órgão estatal sem controle algum é antidemocrático!

Justiça ministerial parcial

MACACO & PAPAGAIO (Outros)

Não se sensacionalizam as mortes, nem a Justiça que deve ser aplicada às vidas restantes.
A presunção de inocência é um direito-garantia (cânone, injunção, axioma, postulado, ordem, mandamento), de índole constitucional e fundamental, IMPOSTA antes de tudo ao Estado e não pode ser relativizada por raciocínios tortuosos.
A interpretação reflexa frankstein só podia vir de um membro do MP - Ministério Punitivista.
Escrever sobre empatia e os penduricalhos dele, não importa.
Feliz 2022 com mais de 35 mil/mês no bolso para tanta improdutividade espetaculosa. Isso vale também para o STF que ignora o Direito Constitucional Penal.

STF Direito Constitucional

Boris Antonio Baitala (Advogado Autônomo - Civil)

Há muito o STF vem dando interpretação diversa à Constituição, especialmente ao art. 5.º, onde diz, que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza. A corte admite que alguns são mais iguais que os outros. Exemplos, a Lei Maria da Penha e a Lei do Racismo, vias de mão única, de aplicação unilateral.

Comentar

Comentários encerrados em 8/01/2022.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.