Empreendedorismo preto

BVA Advogados lança ação pro bono para instituições que combatem o racismo

Autor

7 de dezembro de 2021, 10h54

O escritório BVA Advogados lançou o seu primeiro edital de advocacia pro bono com o objetivo de estimular e fortalecer organizações e coletivos sem fins lucrativos que visam o combate ao racismo, a equidade racial ou o fomento do empreendedorismo negro. As inscrições podem ser feitas até 20 de janeiro de 2022 clicando aqui

Laurin Rinder
BVA Advogados busca combater o racismo e incentivar o empreendedorismo negro
Laurin Rinder

"Como parte dos trabalhos e compromissos do BVA para promoção da Diversidade e Inclusão, lançamos nosso primeiro edital para atuação pro bono como forma de reforçarmos o nosso compromisso em prol de uma sociedade antirracista e mais inclusiva. Queremos fazer o bem utilizando o que temos de mais valioso: nossa força de trabalho e expertise em assuntos societários, trabalhistas, contratuais, tributários, de propriedade intelectual e proteção de dados", afirma Danniel Rodrigues, sócio do BVA e responsável pela criação do comitê de diversidade e inclusão do escritório.

De acordo com a Pesquisa Nacional sobre Organizações de Juventudes Negras, realizada pelo Itaú Social e pelo Observatório de Favelas, a maioria dos integrantes de organizações que combatem o racismo institucional no Brasil são jovens de até 29 anos. O mapeamento inédito, mostra que as Regiões Nordeste e Sudeste concentram a maior parte das organizações. A maioria delas trabalha com projetos de arte e cultura, além das questões relacionadas à educação e aos direitos humanos. Outro dado importante é que 70% dos coletivos desenvolvem atividades com foco exclusivo nas juventudes.

As candidaturas para o processo seletivo serão realizadas via preenchimento de formulário em que serão solicitadas as informações e documentos necessários à avaliação pelo comitê interno do BVA. Todas as instituições que participarem serão avisados sobre a aprovação ou não. Durante o processo, informações adicionais, além das solicitados no formulário de candidatura, poderão ser solicitadas pelo escritório.

Ao final do processo, o BVA selecionará a organização que atenda aos critérios e as frentes de atuação estabelecidas no edital, para fazer jus ao atendimento pro bono, a ser prestado de acordo com as normas estabelecidas pela Ordem dos Advogados do Brasil e os termos de contratação de serviços do escritório, os quais serão apresentados durante a seleção.

Para dúvidas e esclarecimentos, envie um e-mail para [email protected]

Tags:

Encontrou um erro? Avise nossa equipe!