Consultor Jurídico

Faltaram 79

PEC do voto impresso não consegue aprovação no plenário da Câmara

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, nesta terça feira (10/8), a PEC do voto impresso (Proposta de Emenda à Constituição 135/19). Foram 229 votos favoráveis e 218 contrários. Como não foram obtidos os 308 votos favoráveis necessários, o texto será arquivado.

Reprodução

A proposta determina a impressão de "cédulas físicas conferíveis pelo eleitor" independentemente do meio empregado para o registro dos votos em eleições, plebiscitos e referendos.

Na semana passada, a comissão especial derrotou o texto do relator, deputado Filipe Barros (PSL-PR), e também rejeitou o texto original, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF).

A decisão de levar a PEC ao Plenário foi tomada pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), com o objetivo de encerrar a disputa política em torno do tema.

Após a votação, Lira agradeceu aos deputados pelo comportamento democrático. "A democracia do plenário desta Casa deu uma resposta a este assunto e, na Câmara, espero que este assunto esteja definitivamente enterrado", afirmou. Com informações da Agência Câmara de Notícias.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 10 de agosto de 2021, 22h07

Comentários de leitores

8 comentários

Afonso de Souza (Outros)

JCCM (Outros)

O bufão não se cansa de esbravejar!

Deve ser bem pago para esse medíocre papel...

Ditador aqui não!!!

Samuel Alves da Silva (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Jair Bolsonaro já é um derrotado, seja o voto impresso ou não. Ele cava a própria cova. Sempre vai querer arrumar uma desculpa. O cara está no congresso desde sempre como deputado e só agora vem com essas balelas. E alguns vão na onda.

Uma vergonha

Abalen (Engenheiro)

Não permitir a atualização da votação eletrônica considerando-se a possibilidade de se auditar o voto é altamente lamentável, pois numa democracia não se pode ter dúvidas de que as instituições estão agindo dentro da lei e da ordem. Se o sistema não é à prova de invasão, somente o voto auditável poderia dar credibilidade ao sistema, logo os deputados que votaram contra se auto declararam inimigos da democracia envergonhando nosso parlamento...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 18/08/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.