Consultor Jurídico

Troca de classe

Cármen Lúcia passa da 2ª para a 1ª Turma do STF

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, foi transferida da 2ª para a 1ª Turma da corte. O pedido foi deferido nesta segunda-feira (2/8) pelo presidente do STF, ministro Luiz Fux.

Ministra Cármen Lúcia, nova integrante da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal

A vaga na 1ª Turma foi aberta após a aposentadoria do ministro Marco Aurélio no último mês de julho. O restante do colegiado é formado pelos ministros Alexandre de Moraes, Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber.

O pedido foi aceito após consulta aos outros ministros da 2ª Turma. O ministro Edson Fachin também havia pedido transferência para a 1ª Turma, mas Cármen demonstrou interesse e ficou com a vaga, pela regra de antiguidade.

Com a mudança, o ministro que substituir Marco Aurélio fará parte da 2ª Turma, ao lado de Fachin, Ricardo Lewandowski, Nunes Marques e Gilmar Mendes. O advogado-geral da União, André Mendonça, já foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro. Com informações da assessoria do STF.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 2 de agosto de 2021, 21h46

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/08/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.