Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Resolução de conflitos

Ex-sócios de Mundie Advogados e GHD Advogados fundam escritório em Brasília

Com o objetivo de atuar na estruturação de negócios, regulação econômica e resolução de conflitos, o ex-sócio e líder da filial de Brasília do Mundie Advogados, Diego Herrera de Moraes, e os ex-sócios do Gico, Hadmann & Dutra Advogados (GHD) Eric Hadmann Jasper e Luiz Filipe Dutra se uniram para fundar o escritório Hadmann, Herrera & Dutra Advogados (HD Advogados).

Com sede em Brasília, a banca atuará com foco nas regiões Centro-Oeste, Nordeste, Norte e Sul do Brasil, e contará com rede de correspondentes em todos os estados do país.

Com mais de 15 anos de atuação na advocacia, os sócios trazem na bagagem experiência nos mercados de saúde, telecomunicações, entretenimento e tecnologia, saneamento, energia, educação e imobiliário, setores que serão o foco do escritório, além de novos mercados, como fintechs e meios de pagamento.

A proposta do escritório é entregar serviços relacionados a operações societárias, Direito Concorrencial, regulatório, compliance, contratos e contencioso estratégico, em especial para empresas de middle market.

O HD Advogados também terá uma China desk, estrutura que fará a ponte entre empresas chinesas interessadas em investir no Brasil e companhias brasileiras com interesse no gigante asiático. A área será comandada por Luiz Filipe Dutra, que já representou associações de empresários em missões à China, palestrou em Pequim - a convite do governo brasileiro - e participou de diversos eventos na região. Seu envolvimento com o país lhe rendeu laços com empresas e investidores chineses de diferentes portes e, também, a coluna “Negócios da China”, na revista Exame.

Conduzida pelo sócio Diego Herrera de Moraes, a área de resolução de conflitos e arbitragem é outro destaque da banca, que tem como objetivo tornar o HD Advogados uma das principais referências em prevenção de litígios e atuação na defesa de interesses decorrentes de disputas empresariais nas suas regiões de atuação.

A banca contará, ainda, com estreita parceria com o escritório do advogado José Perdiz de Jesus, atual vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, especializado em mídia e entretenimento, Direito Desportivo e tribunais superiores.

Sócios fundadores
Eric Hadmann Jasper integrou o governo federal de 2004 a 2009 em cargos relativos a concorrência, regulação e direito do consumidor. Foi associado ao escritório Freshfields Bruckhaus Deringer, em Bruxelas. É professor de compliance do Ibmec em Brasília e de Direito Empresarial e Econômico do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP). Especializado em atos de concentração decorrentes de fusões e aquisições, investigações de cartel e outros ilícitos antitruste e estruturação de programas de compliance concorrencial e anticorrupção.

Diego Herrera de Moraes atua na área de resolução de conflitos estratégicos, em contencioso administrativo e judicial e arbitragem.  Serviu como international antitrust specialist no Federal Trade Commission, em Washington. Foi sócio e líder em Brasília do Mundie Advogados, onde, ao longo de 16 anos, participou ativamente de diversas disputas judiciais envolvendo os setores de telecomunicações e de energia elétrica. É professor de Direito Processual Civil da Universidade de Brasília, presidente da Comissão de Direito Processual Civil da seccional do Distrito Federal da OAB e membro da International Bar Association (IBA). 

Luiz Filipe Couto Dutra atua nas áreas de direito societário e contratual, com experiência em negociação e elaboração de contratos complexos, estruturação de novos negócios e operações societárias nacionais e transnacionais. É professor de pós-graduação do Ibmec e do Centro Universitário de Brasília (UniCeub), nas matérias de operações societárias, due diligence e negociação e de Direito dos Contratos e litígios contratuais.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 27 de abril de 2021, 21h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/05/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.