Consultor Jurídico

Novos pecadilhos

Procuradores comandaram, de Curitiba, ataques no RJ e no DF

Por 

O empresário Milton Lyra e sua família foram alvos nesta sexta-feira (23/4), pela décima vez, de buscas e apreensões em suas casas e empresas. Faz oito anos que o Ministério Público Federal investiga o empresário. O motivo foi revelado na troca de mensagens dos procuradores da autoapelidada "lava jato": depois de derrubar Dilma Rousseff, encurralar Michel Temer e prender o presidente da Câmara (Eduardo Cunha), virou questão de honra para o MPF condenar o então presidente do Senado, Renan Calheiros.

Waldemir Barreto/Agência SenadoO senador Renan Calheiros (MDB-AL)

Lyra, segundo eles, seria o caminho para chegar ao senador — já que, por uma inferência nunca comprovada, o empresário seria o "operador" de Renan. Em cada operação de busca e apreensão, o MPF conseguiu atingir cerca de 20 endereços. Como se viu até agora, nenhuma prova válida foi colhida.

Embora Renan tenha foro por prerrogativa de função em Brasília e dois processos tenham sido abertos — para investigar os mesmos fatos — um no Rio de Janeiro e outro no Distrito Federal, os botes sobre Lyra e seus familiares foram inicialmente teleguiados pelos procuradores de Curitiba, sob o comando de Deltan Dellagnoll. Veja as mensagens captadas ilegalmente pelos hackers Walter Delgatti e Thiago Eliezer Martins dos Santos:

17:28:28 Deltan Caros, falei com Isabel de Januário e o Cata recebeu a missão de fazer uma BA [busca e apreensão] cível no Renan até o fim de janeiro. Todos por favor passem subsídios. Ele vai reunir infos e ver os melhores caminhos e vai discutindo conosco. Agora, todos que já bateram nesse nome com o tempo, p. ex., Milton Lyra ou quem for, passa pra ele caminhos por favor
19:24:54 Deltan RENAN: Falei com El Hage. Marina Celos de BSB com caso do Milton Lyra denunciado no RJ. RJ acabou de receber um monte de documentos da conta no exterior. Nos emails do Lyra tem referência ao Renan. Querem designação para atuar junto com Marina Celos. Temos aqui tb Milton Lyura pelo Hipermarcas. No RJ, Lyra são Hage e Timóteo. Walter Faria têm que retomar pq tá na PF. Cata, favor colocar no MPF drive o material do WF que chegou do exterior pro Hage ver. Tatá e Je, o Milton Lyra tá com Vcs? Precisamos coordenar com RJ para avançar.

Clique aqui para ler o contexto das conversas




Topo da página

 é diretor da revista Consultor Jurídico e assessor de imprensa.

Revista Consultor Jurídico, 23 de abril de 2021, 20h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/05/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.