Consultor Jurídico

Debates virtuais

Começa nesta sexta no STF audiência pública sobre letalidade policial no Rio

O Supremo Tribunal Federal promove nesta sexta (16/4) e na segunda-feira (19/4) audiência pública para discutir estratégias de redução da letalidade policial no Estado do Rio de Janeiro. Os debates ocorrem no âmbito da ADPF 635, de relatoria do ministro Edson Fachin.

ReproduçãoComeça nesta sexta no STF audiência pública sobre letalidade policial no Rio

Em virtude da emergência sanitária provocada pela epidemia da Covid-19 e da necessidade de manutenção de medidas de distanciamento social, a audiência será realizada por meio de videoconferência nos dois dias, das 9h às 12h30, prosseguindo à tarde, das 14h às 18h30.

Serão 48 exposições de 20 minutos cada, algumas com mais de um palestrante. Após cada bloco, o ministro Edson Fachin abrirá um espaço de diálogo, quando poderá solicitar que os convidados respondam questionamentos adicionais.

Os expositores foram selecionados com base na representatividade técnica, atuação ou expertise especificamente na matéria e garantia da pluralidade da composição da audiência e dos pontos de vista a serem defendidos. A audiência pública será transmitida ao vivo pela TV Justiça, pela Rádio Justiça e pelo canal do STF no YouTube.

Liminar
Em agosto de 2020, o Plenário do STF referendou liminar proferida pelo relator da ADPF, determinando que as operações policiais em comunidades do Rio de Janeiro, enquanto durar o estado de calamidade pública decorrente da pandemia de Covid-19, devem ser restritas aos casos excepcionais e informadas e acompanhadas pelo Ministério Público estadual. Com informações da assessoria de imprensa do STF.

ADPF 635




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 15 de abril de 2021, 21h56

Comentários de leitores

1 comentário

Letalidade

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

A letalidade da polícia do Brasil não se compara com aquela dos "rebeldes primitivos".
Infelizmente, esse é um tema que é discutido com extrema passionalidade, típica do brasileiro.

Comentários encerrados em 23/04/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.