Consultor Jurídico

R$ 100 bi em Xeque

Julgamento da incidência tributária sobre terço de férias é suspenso no STF

Retornar ao texto

Comentários de leitores

1 comentário

A falência dos falidos

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

O combalido empresário brasileiro agora, também, deverá pagar contribuição previdenciária sobre aquele um terço das férias. A falência já o atingiu antes da decisão do STF.
Se as férias constituem o pagamento principal, o acessório, um terço sobre o pagamento principal, segue a natureza jurídica das férias.

Comentar

Comentários encerrados em 15/04/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.