Consultor Jurídico

Compromisso com fatos

Justiça eleitoral concede direito de resposta a ex-prefeito de Ourinhos

Por 

Justiça concedeu direito de resposta a ex-prefeito da cidade de Ourinhos (SO))

A opinião jornalística deve estar amparada em fato, não somente no que passa na cabeça do jornalista. O jornalista tem compromisso com os fatos. A Constituição garante o direito à informação verdadeira; não garante o direito à desinformação.

Com base nesse entendimento, o Justiça Eleitoral de Ourinhos (SP) concedeu direito de resposta ao ex-prefeito Lucas Pocay (PSD) em virtude de um texto publicado em um blog, que fez insinuações e omitiu informações sobre uma denúncia contra o político que acabou sendo arquivada pelo Ministério Público.

Na decisão, o juízo exalta a importância do jornalismo investigativo para democracia, mas aponta que a função precisa ser exercida com responsabilidade. Para o advogado Tony Chalita, sócio coordenador do departamento de Direito Eleitoral e Político do BNZ Advogados e responsável pela defesa do prefeito, tem havido por parte de alguns a falsa impressão que a liberdade de expressão é um direito absoluto imune de qualquer questionamento.

"Este, inclusive, é o primeiro passo à desinformação. Os que atuam com os meios de comunicação devem agir com redobrada atenção. Omitir fatos propositalmente com o intuito de mudar a percepção do leitor ou a versão dos fatos, é atitude que especialmente no período eleitoral deve ser reprimido com rigor. O direito à verdade não está em posição de desigualdade à liberdade de expressão, pelo contrário, devem caminhar juntos para o bem da democracia", comenta.

Clique aqui para ler a sentença
0600245-77.2020.6.26.0082




Topo da página

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 29 de setembro de 2020, 18h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/10/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.