Consultor Jurídico

Justiça Militar

CCJ do Senado aprova indicações para ministros do STM

Os indicados para o cargo de ministros do Superior Tribunal Militar foram sabatinados e aprovados pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado nesta terça-feira (22/9).

CCJ sabatina indicados para o Superior Tribunal Militar, nesta terça (22/9)
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Leonardo Puntel, Celso Nazareth e Carlos Oliveira receberam 22 votos favoráveis, cada um, em uma sabatina rápida. Os nomes seguirão para votação no Plenário.

Com 47 anos de carreira, Puntel ocupou diversos cargos e comissões na Força Naval, entre eles o de Oficial de Ligação da Marinha do Brasil e a Marinha dos Estados Unidos e fez parte do Grupo de Recebimento do Contratorpedeiro Pará e do Comando em Chefe da Esquadra do Atlântico em Norfolk (Estados Undios). Também foi chefe de gabinete do diretor-geral do Pessoal da Marinha, ao longo de um ano e meio.

O almirante Celso Luiz Nazareth, além de agraciado com diversas condecorações na sua carreira na Marinha do Brasil, exerceu funções nos campos operacional e administrativo. Foi comandante de submarino, assessor da Marinha junto à Câmara dos Deputados, adido naval nos Estados Unidos e no Canadá, comandante da Força de Submarinos, chefe de gabinete do comandante da Marinha, diretor-geral do Pessoal da Marinha e chegou à posição de chefe do Estado-Maior da Armada.

Carlos Augusto Amaral Oliveira atualmente exerce o cargo de chefe do Estado-Maior da Aeronáutica e foi indicado para ocupar a vaga decorrente da aposentadoria do ministro William de Oliveira Barros, a partir de 2 de outubro deste ano. Já ocupou o de vice-diretor do "Gruppo Di Lavoro" do Programa AM-X na Itália; chefe da 4ª Seção da 3ª Subchefia da Emaer — Projetos Operacionais; comandante do Corpo de Cadetes da Aeronáutica; comandante da Academia da Força Aérea (AFA); diretor-geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA); e secretário-geral do Ministério da Defesa.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 22 de setembro de 2020, 11h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/09/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.