Consultor Jurídico

Bingo!

Moro pede e Fux sorteará novo relator de inquérito sobre interferência de Bolsonaro

O ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal, decidiu nesta terça-feira (20/10) sortear um novo relator para o inquérito que apura se houve interferência do presidente da República, Jair Bolsonaro, no trabalho da Polícia Federal.

O presidente do Supremo deve
realizar o sorteio ainda nesta terça-feira
Nelson Jr./SCO/STF

Com isso, Fux atendeu a um pedido do ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, que é investigado nesse mesmo processo. A relatoria do Inquérito 4831 estava nas mãos do ministro Celso de Mello, que se aposentou. O sorteio deverá ocorrer ainda nesta terça.

Dos dez ministros que compõem atualmente o STF (o substituto de Celso de Mello, Kássio Marques, ainda não foi sabatinado no Senado Federal, o que ocorrerá nesta quarta-feira), apenas um não pode assumir a relatoria do inquérito: o presidente da Corte Suprema. Assim sendo, os outros nove ministros estão aptos a ser sorteados.

O pedido de Moro foi feito na semana passada. A defesa do ex-ministro desejava ver a substituição ocorrer rapidamente e alegou que não havia a necessidade de esperar pela posse do novo ministro para a realização do sorteio, tese que foi aceita por Fux.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 20 de outubro de 2020, 19h01

Comentários de leitores

2 comentários

In fux he trust

olhovivo (Outros)

Ele não quer o Cássio porque lhe parece que será parcial. Agora percebeu a importância da imparcialidade de um magistrado para ambas as partes. Irônico destino.

Uma vez mais.

Joro (Advogado Autônomo)

Cidade maravilhosa, cheia de encantos mil, coração do meu Brasil...

Comentários encerrados em 28/10/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.