Consultor Jurídico

Opinião

A revisão periódica da prisão preventiva: Direito comparado e pauta hermenêutica

Retornar ao texto

Comentários de leitores

3 comentários

Escudeiro de...

Joro (Advogado Autônomo)

O Direito Comparado é, sim, método hermenêutico ancilar, científico e recomendável para os exegetas que não costumam ficar aquém das sandálias. Não cabe, no plano exegético, censurar a sua utilização.
Agora, se o seu comentário (abaixo) utilizou a palavra “pederasta” como sinônimo de “homossexual”, classificando-o como “criminoso” , autor de “pútridos crimes”, essa manifestação pode caracterizar homofobia, é dizer, conduta homofóbica que não é indiferente ao nosso ordenamento jurídico. Se não foi esse o sentido (mas o outro) então parece prudente esclarecer...

A confusão

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Em obra eletrônica, o professor da USP, Bolivar Lamounier, escreveu, inclusive em artigo, publicado aqui, na Conjur em 04 de agosto de 2108: " ..Descobriu, por exemplo, que, ao contrário do que dita a imagem que o senso comum tem da advocacia, a imensa maioria dos profissionais ganha até R$ 12 mil por mês e não continua estudando depois que consegue a carteira da OAB. Ficou claro também, segundo Bolívar, que os advogados não se sentem nem representam uma categoria coesa. “É mais um caleidoscópio de opiniões”, diz o pesquisador.
O quadro é típico, segundo ele, da classe social a que a maioria dos advogados pertence. Mas isso não deixa de surpreendê-lo. “Como grupo, os advogados não meditam muito sobre esses temas institucionais, sobre as premissas filosóficas da carreira. Acho até que eles não leram muito e a grande maioria dos cursos de Direito parece não ter boa qualidade. O nível de leitura é muito prático, voltado aos códigos e à letra da lei”, analisa Bolívar. “É um processo de proletarização”, afirma, em entrevista à ConJur.
Pois bem!
O termo pederastia (do grego clássico παιδεραστής, composto de παῖς, "criança", e ἐράω, "amar") designa o relacionamento erótico entre um homem e um menino (Fonte Wikipedia).

Ausência de meditação crítica

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

A importação de procedimentos, pensamentos e normas de comunidades internacionais, sem o devido aparato crítico, ocasiona situações na sociedade brasileira, que apresenta geografia, população, política, economia, sistema legal e ética, totalmente inoperantes na realidade.
Pederastas, homicidas, estelionatários, traficantes, feminicidas, integrantes do grupo único de criminosos, conseguem, à luz de hermenêutica tortuosa, porta aberta para continuação de seus infames e pútridos crimes.

Comentar

Comentários encerrados em 25/10/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.