Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Direito Digital

Ronaldo Lemos passa a integrar banca Rennó Penteado Sampaio Advogados

Especialista em Direito Digital, Ronaldo Lemos é o mais novo sócio do escritório Rennó Penteado Sampaio Advogados.

Ele atua em temas relacionados a tecnologia, propriedade intelectual, proteção de dados, mídia e políticas públicas.

Ronaldo Lemos é professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e da Universidade de Columbia em Nova York. É autor de diversos livros, artigos e pareceres publicados no Brasil e no exterior sobre direito e tecnologia e um dos fundadores do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio (ITS Rio).

O advogado foi um dos principais idealizadores do Marco Civil da Internet (Lei 12.965/2014) e do Plano Nacional de Internet das Coisas. Coordenou a equipe acadêmica que auxiliou o governo federal em consultas públicas sobre Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e a reforma da Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/1998).

Lemos foi vice-presidente do Conselho de Comunicação Social no Congresso Nacional e membro do Conselho Nacional de Combate à Pirataria, sediado no Ministério da Justiça. Além disso, integrou o conselho de administração de várias organizações, incluindo o Hospital Alemão Oswaldo Cruz e a Fundação Mozilla. Foi apontado em 2015 pelo Fórum Econômico Mundial como um dos "Jovens Líderes Globais".

Com a mudança, Lemos junta-se na advocacia a Carlos Affonso Souza, Sérgio Branco e Celina Bottino, sócios do escritório e com quem executa atividades na academia e na sociedade civil desde o início dos anos 2000.

A equipe de Ronaldo Lemos também passa a fazer parte do Rennó Penteado Sampaio Advogados. Os advogados que se juntam ao escritório são Natalia Langenegger, Juliana Pacetta Ruiz, Sofia Lima Franco, Andréa Guimarães GobbatoLeonardo Chain de Oliveira, além da formanda Flavia Parra Cano.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 2 de outubro de 2020, 9h30

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/10/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.