Consultor Jurídico

Eleições 2020

Eleitor não poderá baixar aplicativo domingo para justificar ausência

Para evitar sobrecarga no sistema, como aconteceu no primeiro turno (15/11), o Tribunal Superior Eleitoral vai bloquear o download do aplicativo e-Título neste domingo (29/11), data do segundo turno das eleições municipais. O programa para celular é uma versão digital do título de eleitor e pode ser utilizado para justificar ausência na votação, por exemplo.

Reprodução

No primeiro turno, muitos eleitores não conseguiram utilizar o aplicativo. Naquela data, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, disse que o sistema teve uma instabilidade devido a quantidade de gente que "deixou para baixar em cima da hora".

O tribunal afirma que aproximadamente 16 milhões de eleitores já têm o aplicativo, o que equivale a aproximadamente 10% do eleitorado brasileiro. No primeiro turno, 2,2 milhões de pessoas utilizaram o programa para justificar suas ausências.

O e-Título poderá ser baixado até as 23h59 de sábado (28/11). No domingo, somente será permitido o download de atualizações do aplicativo (para quem estiver com a versão desatualizada). O acesso ao programa será normal ao longo do dia para quem já tiver baixado.

Além da justificativa, o e-Título pode ser usado para consultar o local de votação, verificar a situação do eleitor e para a identificação do votante na seção eleitoral.

O aplicativo do TSE pode ser baixado gratuitamente nas lojas de download Play Store e App Store, dos sistemas operacionais Android e iOS.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 27 de novembro de 2020, 15h55

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/12/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.