Consultor Jurídico

mudança no CP

Senado aprova PL que inclui discriminação racial como agravante de crimes

Nesta quarta-feira (25/11), o Plenário do Senado Federal aprovou um projeto de lei que introduz o preconceito racial e sexual como circunstâncias agravantes de pena para qualquer tipo de crime. O texto segue agora para a Câmara dos Deputados.

Plenário do Senado aprovou PL do senador Paulo Paim (PT-RS)
Jefferson Rudy/Agência Senado

O PLS 787/2015, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), prevê a adição dos agravantes de discriminação no Código Penal. São abordados os preconceitos de raça, cor, etnia, religião, nacionalidade e orientação sexual, este último solicitado como acréscimo pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES).

A redação original do PL citava apenas "preconceito de raça", mas o relator, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), incluiu o rol de motivações mais amplo. A mudança já havia sido feita pela relatora original, a ex-senadora Regina Souza. Para Pacheco, a alteração está de acordo com a Lei 7.716/1989, que tipifica crimes por preconceito racial.

O projeto foi pautado para votação após a repercussão da morte de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro espancado por seguranças da rede de supermercados Carrefour em Porto Alegre, no último dia 19/11. Com informações da Agência Senado.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 26 de novembro de 2020, 21h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/12/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.