Consultor Jurídico

Primeiro Encontro

Ministro Humberto Martins se reúne com Comissão de Segurança da Justiça Federal

O Presidente do Conselho da Justiça Federal, ministro Humberto Martins, reuniu-se, na manhã desta quarta-feira (25/11), com a Comissão de Segurança da Justiça Federal. A reunião foi o primeiro encontro do grupo na atual gestão, iniciada no dia 28 de agosto.

José Cruz/Agência BrasilMinistro Humberto Martins reúne-se com Comissão de Segurança da Justiça Federal

O encontro se deu de forma híbrida, presencialmente e por vídeo, sendo que estiveram presentes, além do ministro, o secretário-Geral do Conselho da Justiça Federal, juiz Federal Marcio de Freitas; o assessor-chefe de Segurança Institucional do Conselho, Delegado Paulo Maiurino; e o presidente e o vice-presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), juízes federais Eduardo Brandão de Brito Fernandes e Caio Castagine Marinho, respectivamente. 

Na pauta, temas que permitirão o avanço da segurança institucional para o próximo biênio, como a regulamentação do porte de arma para magistrados e agentes de Polícia Judicial, a definição de um programa para curso de formação de novos agentes, a celebração de um acordo de cooperação com a Academia Nacional de Polícia da Polícia Federal para captação de agentes, a elaboração da doutrina de inteligência e o desenvolvimento de um sistema de inteligência,

Na abertura da reunião, o presidente do CJF declarou estar honrado em presidir a primeira reunião da Comissão de Segurança da Justiça Federal em um momento de profundas transformações na ordem social, política e econômica, durante o qual o Poder Judiciário terá papel fundamental na garantia de direitos dos cidadãos durante este período da história.

O ministro Humberto Martins também destacou a importância da presença dos integrantes de todos os tribunais regionais federais e dos representantes da Corregedoria-Geral e da Ajufe. “A composição da comissão, demonstrando a capilaridade da Justiça Federal num país de dimensões continentais e realidades distintas de norte a sul, permite um conhecimento mais aprofundado da situação de cada local servido por um braço da Justiça Federal, além de possibilitar um melhor intercâmbio de informações e boas práticas já adotadas no âmbito dos Tribunais Regionais”.

Comissão
Instituída em atenção às resoluções do Conselho Nacional de Justiça sobre a Política e o Sistema Nacional de Segurança do Poder Judiciário, a Comissão de Segurança da Justiça Federal é composta por nove integrantes. Com informações da assessoria de imprensa do Conselho da Justiça Federal.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 25 de novembro de 2020, 18h39

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/12/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.