Consultor Jurídico

Em Supermercado

Seguranças que açoitaram adolescente são condenados por tortura e cárcere privado

Retornar ao texto

Comentários de leitores

5 comentários

Circo completo

JCCM (Outros)

Os incautos defendem o tal ciclo completo pelas polícias militares. E quando nós Delegados de Polícia oferecemos posicionamento contrário logo repetem a falácia de se tratar de viés corporativo. Nós que experimentamos "in loco" ações intempestivas sabemos da temeridade de tal mudança.

Por isso o legislador constituinte foi sábio em delimitar os personagens que atuam preventivamente (policiais militares), repressivamente (policiais civis), na acusação (promotores de Justiça) e no julgamento (juízes de direito).

Tão óbvio...

Mas, temos assistido e feito vistas grossa para as invasões de atribuições, muita das vezes com o beneplácito do próprio Poder Judiciário.

Seguranças-Tortura e Cárcere Privado - Condenação

Rubens Cavalcante da Silva (Serventuário)

Nos últimos dias temos assistido, estarrecidos, vários caso de agressões e até homicídios cometidos por seguranças de estabelecimentos comerciais e até por agentes da segurança pública. A Constituição Federal veda tudo isso. O Brasil é um estado de direito, onde tudo deve ser feito conforme a lei, no devido processo legal, assegurado o contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes.
"ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante" (CF, art. 5º, inciso III)
A lei penal deve ser aplicada sem parcimônia, inclusive pelo seu caráter pedagógico.

Advinhem

José Ribas (Advogado da União)

Ganha 1 barra de chocolate quem adivinhar a cor do perigoso ladrão

Doutor ariel de castro alves

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Eminente e culto advogado sempre ato a defender os pobres e oprimidos.

Tortura nunca mais

Walther S. N. (Cartorário)

Demorou mas chegou a justiça, e que isso sirva de exemplo para que nunca mais tenhamos ação tão odiosa infligida em nossos cidadãos.

Comentar

Comentários encerrados em 2/12/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.