Consultor Jurídico

Caso rumoroso

Modelo que denunciou Neymar de estupro é absolvida da acusação de fraude

Na época, Neymar publicou um vídeo nas redes sociais dizendo que caiu em armadilha de mulher que o acusou de estupro
Reprodução

A juíza Ana Lucia Fernandes Queiroga, da 31ª Vara Criminal do Fórum da Barra Funda, em São Paulo, absolveu a modelo Najila Trindade e o seu ex-marido Estivens Alves da acusação de fraude processual no caso envolvendo Neymar. A informação é do portal G1.

Najila acusou o atleta de estupro e agressão que teriam ocorrido em um hotel em Paris, em 15 de maio 2019. O inquérito que investigava o suposto crime foi arquivado e a modelo e seu ex-marido foram denunciados pelo Ministério Público.

Estivens também foi absolvido da acusação de crime de divulgação de conteúdo erótico por ter exibido imagens da ex-mulher em troca de publicações a respeito dele na internet.

Os dois haviam se tornado réus por terem, no entendimento do Ministério Público, dificultado as investigações da Polícia Civil de São Paulo. Durante a apuração dos fatos pela polícia, Najila afirmou que seu apartamento foi invadido e um tablet com imagens que auxiliariam a polícia nas investigações havia sido roubado. O ex-marido da modelo chegou a gravar o local após a suposta invasão.

Ao analisar a matéria, a magistrada apontou que "não seria razoável supor que o acusado, com intuito de adulterar o local de um delito, filmasse o próprio crime que cometia, o que indica que de fato foi ao local apenas para pegar pertences da acusada Najila, que naquele momento não poderia permanecer em sua residência".

A modelo também chegou a ser acusada de denunciação caluniosa, mas a denúncia não foi aceita pela Justiça.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 19 de novembro de 2020, 22h06

Comentários de leitores

3 comentários

Justiça do processo

Gelson de Oliveira (Servidor)

Prezado Carlos Alvares !
Essa é a justiça do processo, aquela que é possível alcançar através da análise das perícias e documentos. Pode corresponder à verdade real ou à verdade possível de obter através do processo. Ninguém estava lá pra saber a verdade.

Parabéns

Flávio Ramos (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Receba meus cumprimentos pela resposta serena e compreensiva ao comentário anterior. É disso que os portais de internet precisam para ser fonte de crescimento, não uma arena de liças.

10 x 0 para os delitos

Carlos Alvares (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

10 x 0 para os delitos. Viva a nossa INjustiça.

É por isto e outras tantas, que a confiança no Judiciário é de míseros 24% (fonte FGV).

Os magistrados estão preocupados? Nem um pouco.

Comentários encerrados em 27/11/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.