Consultor Jurídico

Eleição 2020

TSE diz que lentidão na soma dos votos está atrasando a divulgação

Por 

O Tribunal Superior Eleitoral informou, neste domingo (15/11), que o atraso para a divulgação dos resultados da apuração se deve a uma lentidão no processo de soma dos votos.

Presidente e vice do TSE, ministros Barroso e Fachin, em entrevista coletiva neste domingo

Em nota, o tribunal explica que os dados "estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais e recepcionados normalmente pelo banco de totalização, que está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto".

Segundo a corte eleitoral, o problema está sendo resolvido pelos técnicos. "Ressaltamos que não há nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrada pela manhã", complementa.

E-Titulo
Mais cedo, Barroso informou que foi registrada instabilidade no e-Título, mas o problema se deve à quantidade de eleitores que deixaram para baixar o aplicativo de celular em cima da hora. O ministro disse que, apesar da sobrecarga, o aplicativo “está funcionando adequadamente”.

Sobre algumas notícias divulgadas de que teria havido vazamento de dados de funcionários do tribunal, Barroso informou que o caso está sendo apurado. E adiantou que as notícias não têm relação com a tentativa de ataque bloqueada pela área de TI neste domingo. "Possivelmente, trata-se de coisa antiga, ocorrida antes de o TSE reforçar os seus sistemas". 

"Há informação na imprensa de que teria havido um ataque com vazamento de informações sobre os servidores. Nada ocorreu hoje, nem tampouco nos últimos dias relativamente a ataques", afirmou em coletiva de imprensa.

Conforme o último boletim divulgado pelo TSE, 55 candidatos foram presos neste domingo e 3,3 mil urnas substituídas.




Topo da página

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 15 de novembro de 2020, 19h47

Comentários de leitores

8 comentários

Dr. Joro e Dr. Eduardo

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Antes de "sair na porrada", proponho um método deveras eficaz para aferir o resultado da eleição. E já pode ser aplicado agora mesmo, em 2022, no segundo turno. Trata-se do seguinte : em cada cidade onde houver o segundo turno, os eleitores, após votarem, devem reunir-se em alguma praça ou via pública, ostentando camiseta (ou similar) do candidato em quem votou. É só "contar as cabeças".

Verde-amarelo é dos brasileiros, não de um falso Messias.

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Neste sentido, sou adepto da campanha da FSP.
Sou brasileiro, sou patriota e não sou bolsonarista.
Devolvam-nos o verde-amarelo.

verde-amarelo é dos brasileiros, sim

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Ninguém "roubou" nada de ninguém. Assim como os bolsonaristas ostentam o verde-amarelo, todas as outras correntes podem ostentar as mesmas cores e a bandeira nacional. A propósito, não sou bolsonarista e não acho que os bolsonaristas devam ser impedidos de usar o verde-amarelo.

Deixa a desejar!

Joro (Advogado Autônomo)

Entre o discurso que se pretende erudito, o punitivismo populista, as manifestações intelectuais demagógicas e A COMPETÊNCIA PARA APRESENTAR RESULTADOS CONCRETOS SEM ATRASO há uma enorme diferença...

Dr. Joro

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

A "competência" vem sendo desmascarada desde a semana passada, quando o STJ sofreu um ataque cibernético de magnitude. Agora, narrativas e mais narrativas para "explicar" o "atraso", a "lentidão". Há controvérsia entre o que o Min. Barroso afirmou, de que houve uma "tentativa" de ataque cibernético ao sistema do TSE ontem, e o que foi mostrado na internet, de que o ataque efetivamente ocorreu e também houve vazamento de dados. Falsa erudição, populismo e demagogia são facilmente desmascarados por perícia, que nunca é feita nos processos eleitorais, que nunca é colocada ao público, um verdadeiro "oráculo cibernético". É disso que o senhor fala quando diz "competência para apresentar resultados concretos sem atraso" ?

E a gente tem que acreditar em tudo o que o Min. Barroso diz

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Ele diz que houve "tentativa de ataque cibernético", mas mostraram na internet que houve ataque mesmo e vazamento de dados.
Ele diz que a apuração não chegou nem a dez por cento a essa altura da noite, pois o sistema está com uma lentidão.
E a gente tem que acreditar em tudo isso sem provas. É a nossa soberania popular sendo aviltada.
Seria mera coincidência a empresa Smartmatic também causar suspeição nos eleitores de Trump que foram às ruas em multidões ?
O Povo está pacificamente votando e se manifestando pela democracia e estão tentando nos fazer de otários.
Depois, não reclamem quando a paciência terminar.

Preparando o terreno para 2022?

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Os falsos honestos, falsos moralistas estão preparando o terreno para 2022.
Serão convidados a retirarem-se, mas alegarão "usucapião" sobre o poder.
Já estamos sendo avisados. Em 2022, se não aceitarem o resultado do convite à saída, a alternativa será a pólvora...

Dr. Eduardo

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Sou tão contra as falsidades quanto o senhor. Talvez até mais, porque critico e denuncio a falsidade mesmo entre meus amigos e pessoas que compartilham de minhas posições ideológicas. No que se refere à idoneidade do processo eleitoral, isso deveria nos unir e não "tomar partido". Foi nesse sentido que me expressei, mas se quiser "politizar" o Direito, estamos prontos, e "que vença o melhor".

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 23/11/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.