Consultor Jurídico

Já Disponível

CNMP lança aplicativo que notifica usuários sobre andamento processual

O Conselho Nacional do Ministério Público lançou nesta quarta-feira (11/11) o aplicativo +CNMP, que notifica os usuários sobre andamentos processuais. A iniciativa foi anunciada por Augusto Aras, presidente do CNMP e procurador-Geral da República, durante o 1º Congresso do Ministério Público Brasileiro. 

O PGR, Augusto Arasm anunciou o lançamento de duas ferramentas, o +CNMP e Roteiro prático de atuação do CNMP
Marcelo Camargo/Agência Brasil

O aplicativo, que já está disponível na Apple Store e na Google Play, também reúne informações institucionais e serviços prestados pelo CNMP. Por meio dele é possível acessar notícias, atos, normas e publicações do conselho, como revistas, livros, manuais e cartilhas. A ferramenta também disponibiliza todos os meios para se entrar em contato com a instituição. 

De acordo com Aras, apesar das adversidades deste ano, o conselho está avançando rumo a um futuro mais digital. "Esse lema dos 15 anos do CNMP, retrata o amadurecimento institucional deste órgão de controle, pautado na inovação e na cooperação em favor da unidade nacional do Ministério Público", disse o PGR. 

Segundo Carlos Vinícius Alves Ribeiro, promotor de Justiça em Goiás e membro auxiliar da presidência do CNMP, "o aplicativo foi concebido com a ideia de dar mais transparência ao trabalho do Conselho e ser mais uma porta de entrada para o cidadão". 

Ele também destacou que o acompanhamento processual, por si só, justifica a existência da ferramenta. "O cidadão tem acesso, em tempo real, a informações sobre o andamento de processos determinados: o chamado push processual do CNMP. Assim que há qualquer movimentação, ele é notificado", conta. 

Durante o congresso, Aras aproveitou para anunciar outra iniciativa: o Roteiro prático de atuação do Conselho Nacional do Ministério Público, que disponibiliza informações sobre a composição, as funções institucionais, o fluxo dos processos administrativos e os canais de acesso ao CNMP. 




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 11 de novembro de 2020, 20h41

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/11/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.