Consultor Jurídico

Metade em andamento

Ministro Nunes Marques herdará acervo de 1,6 mil processos

Por 

O ministro Kassio Nunes Marques, empossado no Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira (5/11), herdará de Celso de Mello um acervo de 1.668 feitos. O volume diz respeito a processos de controle concreto e de controle abstrato, recursos, inquéritos policiais e procedimentos de investigação criminal.

Kassio Nunes Marques toma posse como ministro do STJ nesta quarta-feira
Nelson Jr./STF

Os dados foram extraídos nesta quinta do Portal de Informações Gerenciais, banco de dados que o próprio Supremo Tribunal Federal mantém na internet.

Do total de feitos, metade (834 autos) já está em andamento. Isso significa que os processos estão fora do gabinete, com vista à Procuradoria-Geral, Policia Federal, Advocacia-Geral, defensorias, entre demais partes.

Dentre os feitos em andamento, 622 estão em fase avançada de tramitação. Trata-se de processos que já têm decisões proferidas, que aguardam o trânsito em julgado, o processamento de recursos, além do cumprimento de outros despachos e ordens judiciais. 

A maior parte dos processos herdados por Marques são de controle concentrado, como ADIs (196 sem andamento iniciado, 35 em andamento); ADPFs (10 sem andamento, 4 em andamento); ADOs (uma em andamento); e ADCs (uma em andamento). 

Quanto aos Habeas Corpus, 95 estão no gabinete, esperando por Marques, enquanto 59 estão fora do gabinete, muitos deles aguardando recurso. Das reclamações, 110 estão no gabinete, sem andamento, enquanto 132 já estão em andamento. Há também um número grande de recursos extraordinários com agravo (ARE). Nesta classe, 60 estão no gabinete e 186 em andamento. 

A cerimônia de posse de Nunes Marques aconteceu às 16h desta quinta. Ele assume a cadeira de Celso de Mello, que se aposentou no último dia 13 de outubro.

Clique aqui para o ver relatório do acervo




Topo da página

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 5 de novembro de 2020, 17h30

Comentários de leitores

1 comentário

Aquele que está, mas não deveria...

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Diz o texto: "O ministro Kassio Nunes Marques, empossado no Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira (5/11), herdará de Celso de Mello um acervo de 1.668 feitos. O volume diz respeito a processos de controle concreto e de controle abstrato, recursos, inquéritos policiais e procedimentos de investigação criminal".

O Ministro Kássio Nunes Marques está Ministro. E como tal será cobrado pela sociedade organizada (associações, imprensa, líderes empresariais e sindicais e igreja).

Comentários encerrados em 13/11/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.