Consultor Jurídico

Direito da coletividade

TJ-SP proíbe atividade de cabeleireiro em imóvel de caráter residencial

Retornar ao texto

Comentários de leitores

6 comentários

Contrato é faz lei entre as partes

Rubens R. A. Lordello (Advogado Autônomo - Civil)

O brasileiro prima pela cultura da burla da lei. Assim também é com os contratos, são firmados para serem descumpridos. Ora, juntam-se, confabulam, decidem e "contratam" de livre vontade fazer um condomínio estritamente residencial.
Daí vem o esperto e quer instalar uma atividade comercial. Depois todos reclamam que nada funciona no Brasil.
O mesmo vale para a presença de cães. Compra o imóvel onde é proibido ter cães e leva o bicho dentro de uma sacola. Depois a Justiça diz que pode porque "faz parte da família". Porque impor aos outros condôminos a presença indesejada.
Temos que valorizar e cumprir o contratado, obedecer as leis.
Simples assim.

ação de ADI da Agu

miguelangeloboaventura (Contabilista)

Acredito que, apesar de não ter tido acesso/lido o processo, deveriam os ilustres, que votaram no ACORDÃO, entrar nas minucias, principalmente no que tange, sobre a clientela, pois na minha modesta opinião, se for exclusivamente para atender, os moradores do próprio condomínio, deveria funcionar, mas se for atendimento o publico em geral, ou seja, também os de fora do condomínio, concordo plenamente com o Acordão.

Mais do ativismo

Marcelo Eduardo Sauaf (Funcionário público)

Pra que eleger e custear prefeitos e vereadores né se temos o Judiario dos deuses impuniveis pra governarem acima de leis e normas municipais NÃO declaradas inconstitucionais, não é mesmo? Ah sim e agora ele governa com "ajuda" de "associações" kk fim dos tempos, Estado sem LEI presses que MANCHAM a magistratura, e só o fazem pela certeza da IMPUNIDADE.
(Um desagravo à Desembargadora VENCIDA, essa sim à altura do cargo, nesse caso HEDIONDO de estupro à legalidade, teratologico, tomara que morram de câncer pois justiça, punição por abuso de poder, aqui, nunca, isso é só pra autoridades do Executivo ou Legislador...)

complicado

EDER ANGELO SOARES (Administrador)

acho que o cabelereiro não tentou nem disfarçar.... tentou montar uma padaria com disk entrega, só faltou forno de pizza a lenha...

Acórdão brilhantíssimo

LunaLuchetta (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Sem entrar no âmago do litígio, o ACÓRDÃO (assim, com todas as letras maiúsculas) é uma aula. Brilhantíssimo.

Concordando

felizmina (Outro)

Concordo com o colega Luna Luchetta, o Relator foi magnífico, no seu voto.
Com a devida Data Vencia, resta parafrasear o colega, "Acórdão brilhantíssimo."

Comentar

Comentários encerrados em 11/11/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.