Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Redução do Estado

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

É chegada a hora da redução do Estado, começando pela redução do número de parlamentares, seus apartamentos nababescos, número de assessores, de nomeados, da vedação de aquisição de veículos de luxo, e outras anomalias que apenas existem no Brasil. Diminuição do número de estatais, de servidores públicos, de uma única forma de contratar, de parâmetros iguais em servidores e celetistas, pois ao contrário do que se pensa o servidor não possui privilégios, pois privilégios possuem os agentes políticos, e é hora de se fazer a distinção.

Censura e privilégios no Conjur.

Harlen Magno (Oficial de Justiça)

Eu gostaria de saber qual a lógica da moderação de comentários no Conjur, que mais parece um sistema para privilegiar uma panela de comentaristas pré-selecionados.

Já reclamei em pelo menos duas ocasiões anteriores, e a única resposta que recebi foi vaga e evasiva, aludindo à necessidade de acrescentar alguns dados a meu cadastro. Fiz isso, e no entanto até hoje meus comentários são censurados, sendo que meu perfil está completamente preenchido, comento com meu nome real, minha profissão, enfim, plenamente identificado.

Enquanto isso, há uma panela de comentaristas que conseguem postar em literalmente todos os artigos, constantemente, a maior parte deles usando pseudônimos que não permitem sequer saber se são pessoas reais, e rotineiramente fazendo comentários sem qualquer fundamento jurídico, apenas manifestações político-ideológicas, muitas vezes com informações falsas e incorretas, e até ofensas, com o completo beneplácito da moderação de comentários.

É esse o público a que o Conjur decidiu privilegiar? Uma pena, sempre foi o melhor site jurídico, mas está descambando nos últimos tempos.

A presença

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Brilhante Harlem Magno (Oficial de Justiça)
É verdade que, aqui na Conjur, existem juristas e comentaristas reacionários. Eu, por exemplo, fui vítima de vários.
Mas, devemos respeitá-los. Estamos em uma Democracia, e não é porque o outro é equivocado, que vamos impedi-lo de se manifestar.
Aconselho a leitura do livro do alemão Jurgen Habermas, "A inclusão do Outro. Estudos de Teoria Política".

Concordo

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Fui silenciado por juristas e comentaristas reacionários.

Comentar

Comentários encerrados em 8/04/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.