Consultor Jurídico

Tempos de quarentena

Iasp libera acesso gratuito ao acervo online

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em almoço do Iasp
Felipe Lampe/Iasp

Em razão das medidas de isolamento social tomadas para combater o avanço do novo coronavírus, o Instituto dos Advogados de São Paulo (Iasp) oferece acesso gratuito a seu acervo digital.

Até 30 de abril, semanalmente, serão liberados dois vídeos de seminários ministrados por juristas e especialistas que tratam de assuntos variados do Direito. O primeiro seminário, "Arquitetura do planejamento sucessório", já está disponível.

Nas próximas semanas, estarão disponíveis para acesso gratuito os vídeos: "Acesso ao Sistema Interamericano de Direitos Humanos", "Oficina de testamento — Debate prático sobre cláusulas testamentárias", "Incidentes, meios de impugnação e tutelas recursais", "2º Seminário sobre Reforma Tributária", "Interfaces entre concorrência e comércio internacional", "Saneamento básico como direito humano", "Marketing jurídico", "Desafios e soluções da arbitragem de classe" e "1º Seminário sobre Direito e Psicanálise".

Nos seminários, há a presença de importantes nomes em suas especialidades como os presidentes das Comissões de Estudos do Iasp Belisário dos Santos Jr (Direitos Humanos), Mário Delgado (Direito de Família) e Susy Gomes Hoffmann (Direito Tributário).

Além deles, há outros juristas e especialistas de diversas áreas como o diretor da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP), Mário Luiz Oliveira da Costa; o economista Bernard Appy; a ex-ministra do Supremo Tribunal Federal Ellen Gracie; a fundadora do Women in Antitrust (WIA), Leonor Cordovil; o diretor da Associação dos Registrados de Pessoas Naturais (Arpen-SP) Fernando Sartori; a diretora-executiva do Instituto Água e Saneamento, Marussia Whateley, entre outros.

Para o presidente do instituto, Renato de Mello Jorge Silveira, o acervo online do Iasp é uma forma de comunicação essencial e que "acompanha nossa tradição de procurar sempre os temas e meios da contemporaneidade".

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 25 de março de 2020, 16h13

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/04/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.