Consultor Jurídico

Notícias

Tribunal em quarentena

TJ de São Paulo estabelece trabalho remoto para todos os funcionários

Comentários de leitores

8 comentários

Respeito mútuo

Fabiola Passos (Odontólogo)

Esta é uma área para discussão, as pessoas tem que ser capazes de ler, responder quando convier e achar necessário. Ninguém tem que entrar aqui para julgar o pensamento do outro, ou criticar de forma desrespeitosa. Comentar sem atacar: Isso sim é liberdade de expressão! Dessa forma, reforço que não há motivo para desmerecer o que alguém traz a luz do diálogo. O ideal é acrescentar o pensamento, enriquecendo-o, corrigindo se for preciso. Já que ninguém é dono da verdade! Por vezes erramos ao acreditar em nossos pontos de vistas. O mais sábio, que aponte a direção, com um olhar analítico, com palavras selecionadas. Jogar pedras denota simplesmente falta maturidade e capacidade de diálogo. Como levar um comentário sem conteúdo a sério? Por fim completo, dizendo: Não há dor de cotovelo! Simplesmente assim como todos neste ambiente, mesmo sendo de uma carreira diferente tenho o direito de expor meus anseios é pensamentos.

Respeitosamente, um abraço a todos os leitores!

Responder

Harmonia e respeito

hUGO DE FREITAS SILVA (Outro)

Você tem seus motivos que devem ser respeitados . O trabalho remoto ainda é uma novidade, e vai se aperfeiçoar com o tempo. Nesse momento minha cara, apenas as questões muito urgente serão analisadas pelos juízes. Mas vamos aguardar, quem sabe seu caso já não seja resolvido. Fé, esperança por um mundo melhor. Se cuidem

Home Office - Eficiência comprovada

Mario Alves Jr. (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Fui atendido em plena quarentena por um funcionário da Softplan, que me ajudou a resolver um problema com peticionamento de precatórios. Para a solução do problema foi necessária a intervenção de um servidor do TJSP que está trabalhando em regime de Home Office. O funcionário da Softplan fez o contato com o servidor e problema foi resolvido. Creio que a expressão "férias" é inapropriada e exagerada, pois todos estão fazendo sua parte neste momento excepcional que estamos vivendo, inclusive o TJSP.

Responder

Conversao processo fisico para digital

Miguel Francisco de Oliveira Flora - socio Flora Advogados (Advogado Sócio de Escritório)

O TJSP, neste momento de suspensão dos prazos, e não permissão de acesso aos Fóruns, deveria permitir a conversão dos processos fisicos para digital, sem a adoção do complexo procedimento Depre/Upefaz, que exige o índice das peças processuais. Veja que os processos físicos não possuem qualquer índice e seria melhor trabalhar no processo digital sem índice, adotando os procedimentos do TRT15 e do TRF3, conforme a Resolução PRES nº 142/2017 e Resolução nº 200/2018, que facilitou a virtualização dos processos físicos. No caso do TRF3 as peças são juntadas sem qualquer necessidade de detalhar as peças nos volumes.

Responder

na verdade, regime de férias

analucia (Bacharel - Família)

não terão que compensar os dias posteriormente, nem terão que ter a mesma produtividade, pois apenas urgentes estarão tramitando. Em suma, total descompromisso com a sociedade já vítima da lentidão judicial. Serão férias !!!

Responder

Não é verdade

hUGO DE FREITAS SILVA (Outro)

O momento que estamos passando, é pra tomar todas as precauções sim. Você desconhece o judiciário paulista, o mais atuante do Brasil, o que mais cumpre processo . Você que pensa que estaremos tranquilo, quando retornar minha filha, será uma correria geral. Venha trabalhar dentro de um cartório, pra você ver a dinâmica do serviço. Abraços

Que o trabalho remoto seja sério!

Fabiola Passos (Odontólogo)

Gostaria de pensar diferente, que o trabalho remoto não fosse tratado como férias, pois não é. Os tribunais, Brasil a fora foram os primeiros a implantar medidas de contenção contra o COVID 19. Atitude louvável, pois a preocupação com os recursos humanos é uma ação positiva. Porém não escondo minha insatisfação com a morosidade da justiça, pois tenho um mandado de segurança impetrado contra o Governador do estado desde outubro do ano passado, requerendo uma vaga de concurso para um hospital. Desde 13 de março está concluso para o relator, ou seja uma semana antes da crise ligada à pandemia, vale ressaltar que até o momento sequer o pedido da liminar foi julgado. Li em diversos veículos de informação que os casos eletrônicos seriam priorizados, mas infelizmente, até o momento não tive essa sorte! Dessa forma meu desejo é acreditar que o trabalho remoto é sério e que certamente o meu processo não foi esquecido. Pois não vejo motivo para aguardar o final da crise, uma vez que se enquadra nos requisitos do trabalho a distância. Mas sempre existe aquela dúvida: vou ter que aguardar ainda mais por essa resposta?

Quanta dor no seu cotovelo não?

Fernanda Fernandes Estrela (Assessor Técnico)

Quanta raiva e ódio destilados... precisa disto?
Enfim, cada um dá o que tem, não é mesmo?



Comentar

Comentários encerrados em 1/04/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.