Consultor Jurídico

Comentários de leitores

8 comentários

Uma vez MP sempre MP

Bruno Castellar (Advogado Autônomo - Administrativa)

O excelentíssimo Ministro esqueceu-se que não é mais Promotor.
A matéria esta em perfeita consonância com a realidade.
Uma garrafa de querosene por mais que limpe, sempre fica o cheiro.
Ao Juiz cabe julgar de acordo com as provas contidas nos autos e não com base em convicções pessoais. Eis o mal de grande parte dos julgadores.

Pela abordagem da ConJur...

Samuel Pavan (Advogado Autônomo)

...alguns advogados preferiam que o respeitável ministro tivesse morrido, ou, na hipótese mais branda, tivesse aposentado por invalidez.
Indecoroso.

Ministro imparcial

Professor Edson (Professor)

Julgador imparcial realmente preocupa os parciais da advocacia, isso é fato.

Comemoremos!

Eduardo Lyra (Bancário)

Se os advogados de criminosos ricos estão preocupados com o retorno de um ministro, a população tem motivos para comemorar!

Esse Ministro é excelente!

Leonardo BSB (Outros)

O Ministro Félix Fischer é um orgulho, não só para o STJ, mas para o Judiciário brasileiro e pra sociedade!
Quem dera tivéssemos mais magistrados assim!
Como dito recentemente por Barroso, garantismo no Brasil é buscar anulação e prescrição!
Está tudo deturpado, e deve ser por isso que o retorno desse admirável Ministro está afetando alguns penalistas, que por certo fazem parte dos que não estão preocupados com a aplicação da lei penal!!!

Um senhor ministro

O IDEÓLOGO (Cartorário)

O descendente de germânicos, Félix Fischer, o melhor ministro do STJ ao lado das Ministras Laurita Vaz, Nancy Andrighi e Regina Helena Costa, voltará para desfazer a rotina de ilícitos, da perfídia e da ilegalidade perpetrada pelos insanos, infames, perigosos e insustentáveis rebeldes primitivos, que deverão ser enviados para as masmorras brasileiras.
Parabéns, Ministro.

Um senhor ministro

jorge faiad (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Fui aluno do Ministro Félix Fischer no ano de 1989/1990, na Faculdade de Direito de Curitiba (inclusive, dava carona para ele, de Karmann-Ghia, na saída da Faculdade (ele morava no bairro Juvevê e eu, no Cabral)), pois o mesmo não tinha carro (preferia colecionar discos de vinil).
Sempre foi um professor acima da média (dava aula de Direito Penal), e tinha o respeito e admiração de todos os alunos.
Homem íntegro, inteligente e conhecedor da matéria (penal).
Realmente, só os criminosos devem temê-lo, não os colegas advogados, pois a balança da justiça que o Ministro Félix Fischer utiliza, está aferida e os pesos, corretos.
O judiciário brasileiro precisa de mais Félix Fischer.
Bom retorno, professor.

O rigor da lei quando efetivamente aplicada

J. Ribeiro (Advogado Autônomo - Empresarial)

Não são os advogados que devem ficar temerosos com o peso da caneta do juiz, mas sim os criminosos e outros que respondem por crimes no âmbito da Lava a Jato.

Comentar

Comentários encerrados em 1/04/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.