Consultor Jurídico

Notícias

Pegou "vírus mental"

Eduardo Bolsonaro cria crise diplomática com a China, maior parceiro do Brasil

O deputado Eduardo Bolsonaro tentou provocar uma crise diplomática com o maior parceiro comercial do Brasil na noite desta quarta-feira (18/3). Pelo Twitter, ele afirmou que a culpa pela pandemia de Covid-19 é da China — o que fez com que a embaixada chinesa no Brasil lamentasse o "vírus mental" que acometeu o deputado e está estragando a amizade entre os dois países.

"Quem assistiu Chernobyl vai entender o q ocorreu.Substitua a usina nuclear pelo coronavírus e a ditadura soviética pela chinesa
+1 vez uma ditadura preferiu esconder algo grave a expor tendo desgaste,mas q salvaria inúmeras vidas
A culpa é da China e liberdade seria a solução"

Yan Wanming, embaixador da China no Brasil, respondeu ao tuíte de Eduardo rechaçando o raciocínio simplório. "A parte chinesa repudia veementemente as suas palavras, e exige que as retire imediatamente e peça uma desculpa ao povo chinês. Vou protestar e manifestar a nossa indignação junto ao Itamaraty e a @camaradeputados. @BolsonaroSP @ernestofaraujo @RodrigoMaia", escreveu, marcando os perfis de Rodrigo Maia, presidente da Câmara, e Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores.

"As suas palavras são um insulto maléfico contra a China e o povo chinês. Tal atitude flagrante anti-China não condiz  com o seu estatuto  como deputado federal, nem a sua qualidade como uma figura pública especial", completou.

A própria embaixada da China também respondeu ao tuíte infeliz do deputado, dizendo que ele contraiu "vírus mental" ao voltar de Miami. "As suas palavras são extremamente irresponsáveis e nos soam familiares. Não deixam de ser uma imitação dos seus queridos amigos. Ao voltar de Miami, contraiu, infelizmente, vírus mental, que está infectando a amizades entre os nossos povos", publicou a embaixada.

"Lamentavelmente, você é uma pessoa sem visão internacional nem senso comum, sem conhecer a China nem o mundo. Aconselhamos que não corra para ser o porta-voz dos EUA no Brasil, sob a pena de tropeçar feio. @ernestofaraujo @camaradeputados @RodrigoMaia".

Rodrigo Maia atuou para minimizar a crise. Ele escreveu: "Em nome da Câmara dos Deputados, peço desculpas à China e ao embaixador @WanmingYang  pelas palavras irrefletidas do Deputado Eduardo Bolsonaro. A atitude não condiz com a importância da parceria estratégica Brasil-China e com os ritos da diplomacia. Em nome de meus colegas, reitero os laços de fraternidade entre nossos dois países. Torço para que, em breve, possamos sair da atual crise ainda mais fortes."

Ernesto Araújo, que é responsável pelas relações diplomáticas do Brasil com outros países, não se manifestou.

Revista Consultor Jurídico, 19 de março de 2020, 9h41

Comentários de leitores

13 comentários

Posição desastrosa do Conjur

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Devido à sua radical posição esquerdista, este site novamente errou feio. A imparcialidade que se espera de um site jurídico foi jogada no lixo. A fala da embaixada chinesa foi inverídica, grosseira e agressiva, porém, mesmo assim, este site, movido unicamente pela sua posição política, cegamente aprovou a postura inaceitável e arrogante porque foi praticada por uma ditadura comunista.

As declarações "O deputado Eduardo Bolsonaro tentou provocar uma crise diplomática" e "A própria embaixada da China também respondeu ao tuíte infeliz do deputado" são completamente delirantes. Quem promoveu a crise e emitiu comentários infelizes foi a embaixada chinesa.

Por fim, a fala do deputado foi correta. Como amplamente noticiado, a pandemia do Covid-19 realmente foi originada da China, como consta em vários sites:

https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/02/27/qual-e-a-origem-do-novo-coronavirus.ghtmlr/>
https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/afp/2020/03/13/origem-do-coronavirus-pequim-se-recusa-a-assumir-responsabilidade.htm

Responder

Posição desastrosa do Conjur

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Devido à sua radical posição esquerdista, este site novamente errou feio. A imparcialidade que se espera de um site jurídico foi jogada no lixo. A fala da embaixada chinesa foi grosseira e agressiva, mesmo assim, este site, movido pela sua posição política, cegamente aprovou a postura arrogante vinda de uma ditadura comunista.

As declarações "O deputado Eduardo Bolsonaro tentou provocar uma crise diplomática" e "A própria embaixada da China também espondeu ao tuíte infeliz do deputado" são completamente delirantes. Q

Responder

Observação

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Solicito desconsiderar este comentário. Foi enviado equivocadamente sem estar pronto. O meu comentário correto segue acima.

Dois problemas

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Há dois problemas graves na questão. Em primeiro, temos um menino mimado brincando de emitir opinião, como fazíamos quase todos nós quando tínhamos oito anos de idade. Porém, o menino está exercendo um cargo público de relevância, e é filho do Presidente da República. Em segundo, notadamente em um momento crucial como o de agora, o País deixa de ter os cargos públicos de relevância ocupados por pessoas sérias, com maturidade e conhecimento para lidar com as questões coletivas. Esses dois problemas, somados, geram naturalmente graves efeitos sobre todos nós, prejudicando as relações com outros países, os empregos, as exportações, etc.

Responder

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 27/03/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.