Consultor Jurídico

Notícias

Ações entre amigos

Processos contra a União viram arma para pressionar Gilmar Mendes

Comentários de leitores

16 comentários

Heil, scheneider!

O JR (Advogado Autônomo)

Schadenfreud, uber alles!

Responder

Conjur e seu jornalismo fazendo desserviço novamente.

Schneider L. (Servidor)

Citem a LOMAN, why not?

Citem a Lei n. 1.039/50.

Gilmar Mendes tem de ser responsabilizado administrativamente, civilmente e penalmente. "Pressão"? Que coisa mais patética, o jornalismo daqui se limitou a defender as coisas e pessoas mais abjetas da república, com factoides.

Responder

A verdade não pode ser punida, jamais!

O JR (Advogado Autônomo)

Em todos os casos o Min. GILMAR MENDES, o democrata mais corajoso deste Brasil doente, apenas disse a VERDADE!
Parabéns e muito obrigado a ele por tudo que tem feito em favor da Lei, da Democracia e da civilização contra os arbitrários neofascistas.
Essa estratégia de bombardear quem os enfrenta com ações de indenização é muito tosca, primária e indecente: foi inventada muito antes dessas ações por certa organização para causar constrangimento a quem lhes cobrava correção de conduta.
Vida longa e muita energia ao grande Ministro.

Responder

Pois é, essa coisa de entrar com indenização

Schneider L. (Servidor)

Foi iniciativa do próprio ministro.

https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/10/05/Quem-Gilmar-Mendes-j%C3%A1-processou.-E-qual-foi-o-resultado

"Democrata mais corajoso da república"

Seria cômico se nao fosse patético

Gilmar Mendes tem de ser responsabilizado.

Samuel Pavan (Advogado Autônomo)

É evidente que o ministro Gilmar Mendes cometeu muitos excessos, que, a rigor, justificariam também sua responsabilização funcional (sim, impeachment), cumprisse o Senado Federal efetivamente com sua elevada missão constitucional.

A responsabilização civil de alguém que extrapola os limites é o mínimo que se espera. Ninguém está acima da lei, inclusive os ministros do STF.

E não adianta a ConJur tentar "passar pano" para seus amigos poderosos.

Responder

O remédio tem que ser amargo...

wilhmann (Advogado Assalariado - Criminal)

o mp em sua engrenagem hodiernamente junge-se à politica do que jurídica nesta seara antecipa e tem o mesmo dna do motim Jacobino francês de 1789, que tinha o fito de abalar as estrutura desregrada, autoritária do ancien régime, mas depois nivelada com a república dallagnol, ou será Danton, Robespiere, desataram para os mais atrozes sortilégios criminosos que se viu na literatura juridica em que o judiciário se alia a casta de cafajestes para não cumprir a lex, que é dever de todos ( ainda que se julgue ela errada) mas para se locupletar financeiramente, como se viu, passando cheque sem fundo aos menos atentos. Não se defende Gilmar, nem outro acusador da lava jato ( que deveria cortar na própria carne), mas ainda que suas criticas sejam, quiçá, calorosas, pelos menos tem a CORAGEM de dizer o que muitos escondem entre as pernas. O fato, é que o CNMP, judiciário, tem se mostrado LENIENTE qual uma mãe que não abre os olhos pela falcatruas da prole; que "morgen" será um
filho dengoso ou será uns canalhas ou os dois.

Responder

Advogado falando de leniência

Schneider L. (Servidor)

Porque a OAB é realmente pouco leniente com advogados envolvidos em tramoias

Basta olhar para seu atual Presidente para ter uma noção da grandeza institucional

Senhor de sua língua...

DrCar (Advogado Autônomo - Civil)

É meus amigos, quem não é senhor de sua língua, vira escravo de suas palavras... Quem muito fala, dá bom dia a cavalo.... já disse.

Responder

Os comentários nada jurídicos de Gilmar.

Júlio M Guimarães (Bacharel - Trabalhista)

Há tempos o ministro Gilmar Mendes vocifera suas amarguras contra todos aqueles que pelo menos tentam fazer justiça atingindo o andar de cima.
Gilmar é uma fábrica de HCs, muda de opinião como se muda de camisa.
Tem mesmo que responder na justiça por seus comentários eivados de ranço.

Responder

Condenação Gilmar

kele (Bancário)

Condenar o ministro Gilmar, no processo e a União pagar, é condenar em duplicidade o povo brasileiro

Gilmar tem que indenizar quem ofendeu!

Leonardo BSB (Outros)

Se Gilmar ofendeu, lesou direito da personalidade de alguém, tem que indenizar!
Todos são iguais perante a lei, e espera-se de magistrados conduta à altura!
Aliás, em toda profissão é falta de ética criticar o trabalho de colega! Sem contar os destemperos verbais em plenas sessões de julgamento! Espero que ele ressarça a União e que o Senado, finalmente exercitando sua competência, avalie se ele tem conduta compatível com o cargo!

Responder

Em varias oportunidades

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

O Ministro em várias oportunidades, seja em votos, seja em entrevistas se aparta do jurídico e parte para o pessoal. Como disse esperamos que a União entre com a ação de regresso.

Responder

O artigo me comoveu. Tadinho!!!

Vercingetórix (Advogado Autônomo - Civil)

Tentativa pífia de relativizar ofensas desproporcionais no exercício de um cargo tão relevante.

Que se cumpra a Constituição. Assegura-se a liberdade de expressão do Ministro, mas que ele responda pelas ofensas.

Responder

Tadinho do ministro

Thiago Bandeira (Funcionário público)

Vítima de promotores malvadões e punitivistas

Responder

Indenização

Silmário Sousa (Advogado Autônomo - Civil)

Espero que o Ministro tenha a hombridade de ressarcir a União, nos processos em que esta seja condenada em virtude das duas palavras, sem necessidade de ação de regresso. Ele é tão ágil em processar e receber dinheiro os outros.

Responder

SurREAL

André Pinheiro (Advogado Autônomo - Tributária)

Houve um tempo que o corporativismo me incomodava. A Burocracia de Coalizão Deturpada usa o próprio cargo para fazer Ks, as palestras, os livros e os encontros patrocinados com dinheiro público ou não, é usado para fazer fortuna muito além do que os cofres públicos pagam.
A fundação bilionária dos membros da Lava Jato, as fundações, a mesma que acusou, corretamente, mas partidária mente, as fundações de ex presidentes, não mais servidores públicos. Contudo o MP estava fazendo fundações privadas, que sem duvuda, entre outras tipificações é inconstitucional e fere, dilacera os principios da CF.
A estranha confiança entre o juiz da Lava Jato e delegados fez com que a trupe ascendesse aos cargos mais sublimes e de confiança. Mas uma vez, a mesma Lava Jato reclamava do aparelhamentondo Estado com qual tanto sonhava.
E assim, palestras, livros, fundações e aparelhamento não era o suficiente. Era necessário fazer processos pela capa. A condenação é certa e quem paga são os contribuintes felizes.
Essa junção de Burocratas e milicianismo é sem dúvidas uma forma de usar o cargo, seja no Rio com policiais donos de gatonets, mercado imobiliário, gás ou seja os CEOvedores públicos fazendo fortuna enquanto se vangloriam cinicamente em grupos de zaps e telegrams o quanto são fabulosos, honrados e superiores a os vagabundos, preguiçosos e indolentes tanto os que foram eleitos quanto os que os elegeram.
Do outro lado o Gilmar da teoria do dominio de fato a PSDB que tinha interesse claro de defenestrar o PT com a famigerada AP 470 que uniu Barbosa e Mendes em uma dupla sertaneja.
Não o Mendes também gosta de processar, Paulo Henrique Amorim e a humorista do CQC que o digam.
Os Burocratas estão ávidos por poder, fama e dinheiro. Em processos a vitória é certa.

Responder



Comentar

Comentários encerrados em 24/03/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.