Consultor Jurídico

Trabalho remoto

Aprovado relatório da Corregedoria Nacional sobre inspeção no TRF-2

Em decisão unânime, o Plenário do Conselho Nacional de Justiça aprovou o relatório da inspeção ordinária realizada no Tribunal Regional Federal da 2ª Região. O documento, de relatoria do corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, foi submetido à apreciação do colegiado durante a 65ª Sessão Virtual do CNJ, realizada no período de 14 a 22 de maio de 2020.

ConJur Sede do TRF-2, no Rio de Janeiro

Em observância às medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, a inspeção no TRF-2 foi feita de forma exclusivamente remota, no período de 23 a 26 de março de 2020. No relatório, Humberto Martins elencou diversas medidas necessárias ao aprimoramento da prestação jurisdicional na Corte.

Recomendações
Entre as recomendações feitas pelo corregedor nacional ao TRF-2, constam: a adoção de rotina de controle processual para evitar que haja processos paralisados há mais de cem dias; a nomeação de candidatos aprovados no concurso para juiz federal substituto dentro do prazo de validade do concurso; e que a corregedoria regional, em conjunto com a presidência e o setor de informática, adotem sistema eletrônico que possibilite a emissão dos relatórios estatísticos necessários para a gestão do trabalho correcional.

Determinações
Já entre as determinações, relativas aos achados de maior relevância, o corregedor nacional cobrou a apresentação, no prazo de 30 dias, de cronograma para utilização completa das tabelas processuais unificadas e a revisão, em até 30 dias, do Plano Diretor de Tecnologia da Informação (TI), de forma a constar as ações que serão executadas pela Secretaria de TI para cumprimento da estratégia da justiça federal.

A retomada das atividades periódicas do Comitê de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação, de forma a aprovar os itens pendentes de cumprimento da Resolução 211/2015 do CNJ, também está entre as determinações feitas. Com informações da assessoria de imprensa do CNJ.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 26 de maio de 2020, 18h16

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/06/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.