Consultor Jurídico

Situação de Risco

MPF convoca reunião para apurar situação de colombianos alojados em aeroporto

O Ministério Público Federal convocou uma reunião emergencial para apurar a situação de aproximadamente 180 colombianos alojados no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

Segundo reportagem da Folha, 180 colombianos estão alojados no aeroporto

A instituição convocou representantes do consulado e da embaixada colombiana, do Ministério das Relações Exteriores, da concessionária GRU Airport e da delegacia especializada da Polícia Federal que atua no aeroporto.

"O MPF buscará nessa reunião emergencial uma solução que garanta os direitos humanos dos colombianos acampados no aeroporto. Estamos confiantes em que chegaremos a um bom termo para essa crise humanitária" explica o procurador da República Guilherme Rocha Göpfert.

A medida foi tomada depois que o jornal Folha de S. Paulo noticiou que, sem dinheiro, os colombianos estão dormindo há dias no aeroporto de Guarulhos. 

Segundo a Folha, entre eles estão estudantes, turistas e imigrantes que vivem no Brasil e ficaram sem renda por causa da quarentena. Algumas famílias estão com crianças. A mais nova tem apenas 26 dias de idade. 

"Há indícios de que centenas de estrangeiros ali se encontram aglomerados em condições sofríveis, alguns com bebês e crianças, sem dinheiro para hospedagem, alimentação e assistência médica, em meio a um surto pandêmico da Covid-19", diz o MPF no despacho que convoca a reunião.

Ainda segundo a instituição, "dadas as condições relatadas, observa-se o risco de pessoas passarem fome e de serem infectadas pelo novo coronavírus ou por demais agentes infecciosos, assim como de transmitirem doenças a pessoas que transitam no aeroporto". 

Clique aqui para ler o despacho

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 25 de maio de 2020, 19h03

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/06/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.