Consultor Jurídico

Inquérito no STF

General Heleno ataca pedido de apreensão de celular do presidente e faz ameaças

Retornar ao texto

Comentários de leitores

14 comentários

Presidente não é inimputável!

Neli (Procurador do Município)

O presidente da República não é inimputável!
Os seus atos não estão excluídos da apreciação do Poder Judiciário. E o foro competente para apreciar os atos é o Colendo Supremo Tribunal Federal.
É o que se dessume na leitura da Constituição Nacional. Existe um pedido na Corte? Ao ministro ,sorteado ,compete decidir! E a decisão passa pelo Ministério Público Federal que, consoante a Constituição da República, concorda ou não, com a inicial .
Causa-me espécie um general do glorioso Exército(ainda que "aposentado"),não saber essa mínima lição de Direito Constitucional.
E o redator dessa infeliz nota, deveria saber que o Presidente da República quando assume o cargo, promete cumprir a Constituição. E o cumprimento se passa pelo respeito aos seus princípios e normas, inclusive infraconstitucional.
O presidente foi eleito democraticamente, mas, isso não o respalda a quebrar o Estado Democrático de Direito. As garantias estão na Constituição Nacional e nos outros dois Poderes: Legislativo e Judiciário.
O eleitor, digitar o voto , não deleta o bom senso, discernimento e eventuais críticas ao futuro eleito.
Infelizmente, pelo brasileiro não ter sólida formação política e intelectual, fanatizou por dois políticos.
E o Brasil padece!
Meus cumprimentos ao Congresso Nacional e ao Poder Judiciário por defenderem o Estado democrático de Direito.

Excelencia

Glaucio Manoel de Lima Barbosa (Advogado Assalariado - Empresarial)

O BRASIL é maior do que a ditadura JUDICIÁRIA. O Temer teve uma conversa com o pessoal da JBS, LULA, etc.... com o amigo, do amigo, do amigo..... e ninguém pediu a gravação da reunião e celular desses cidadãos "Ernestos"....
Qual o motivo?

Interesse Público ou Privado?

Elton Rockenbach Baron (Funcionário público)

Prezados, a independência e harmonia entre Poderes não serve para manobras escusas e fomentadoras do interessse privado da autoridade de plantão no âmbito do Executivo.
O conteúdo pessoal/íntimo do Sr. Bolsonaro no seu celular é supérfluo. Não deve ser o mesmo tratamento para as informações de Interesse Público, porém.
A supremacia do interesse público e a razoabilidade são maiores do que os interesses do Presidente, sobremaneira quando criminosos.

Tempestade em copo de àgua.

Rogério Aro. (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

O ministro apenas abriu vista p o PGR se manifestar sobre o pedido relacionado ao celular. Qual foi a afronta? Muito barulho por nada. Ademais, sabe quando o PGR vai denunciar o PR neste caso? Nunca!

O vendedor de cocadas

Carlos Henrique de Carvalho (Advogado Associado a Escritório - Propriedade Intelectual)

STF com vários pesos e medidas ao seu alvedrio.....
Deveria manter sua proa dentro da sua competência apenas.
Heleno certíssimo!
Está na hora de parar com essas marrecagens sem sentido.

O vendedor de cocadas

Carlos Henrique de Carvalho (Advogado Associado a Escritório - Propriedade Intelectual)

STF com vários pesos e medidas ao seu alvedrio.....
Deveria manter sua proa dentro da sua competência apenas.
Heleno certíssimo!
Está na hora de parar com essas marrecagens sem sentido.

Por gentileza, parem que eu quero descer

Manente (Advogado Autônomo)

Pior é saber que tem adEvogadU apoiando a ideia.
Em breve, seremos proibidos de ter celular.
A conversa com cliente no parlatório, será realizada com alto falante ou microfone.
É o fim dos tempos!

STF presidente

Professor Edson (Professor)

Seria melhor o presidente renunciar e o STF assumir a presidência, o Temer foi pego em um vídeo revelador e o STF não pediu o celular, fica evidente que o STF está querendo ter poderes que constitucionalmente não existem

Absurdo

Rogers Welter Trott (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

No Mundo encontramos o Presidencialismo , Parlamentarismo e no Brasil estão querendo implementar o "Judiciarismo" , pois estão se sobrepondo aos outros poderes em medidas administrativas.
Inacreditável....

Respeitem Senhores o sufrágio da urnas, independ. poderes

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos,escritor, jurista . Assegura a Constituição Federal, em seu artigo primeiro, parágrafo único: “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”. Todos nós brasileiros inclusive os nobres ministros do Egrégio STF,têm o dever e a obrigação de respeitar o sufrágio da urnas, a independência dos poderes e as prerrogativas constitucionais do Chefe da Nação, Presidente da República, Jair Bolsonaro.
Trata-se de um legítimo representante do povo eleito democraticamente com quase 58 milhões de votos, para comandar os destinos da Nação.
Creio que a oposição tem todo direito de usar o jus sperniandi"" (ESPERNEAR Á VONTADE), mas, não pode querer utilizar o Egrégio STF como extensão da oposição no Brasil.
O egrégio STF é o órgão de cúpulpa do poder judiciário, tem a missão de guardar a Constituição, sem interferir no Poder do dirigente máximo da nação, Chefe das Forças Armadas.
Quem não submeteu ao sufrágio das urnas não possui legitimidade para adentrar nas competências/prerrogativas de Sua Excelência Presidente da República. Decorridos mais de 500 dias sem corrupção no governo do grande estadista Jair Bolsonaro, essa abstinência está deixando as raposas políticas em desespero total, infestando ações na Suprema Corte de Justiça.
Até quando as figuras pálidas vão usar o Egrégio Supremo Tribunal Federal como extensão da oposição no Brasil?
Podem encomendar pesquisas pré-pagas, principalmente depois do fracasso de meia dúzia de baderneiros das panelas imundas. ASSIM COMO ENCOMENDAS DE PIZZAS VEM FATIADAS EM DIVERSOS SABORES, AO GOSTO DO FREGUÊS, AS PESQUISAS SE IGUALAM.BASTA ENCOMENDÁ-LAS E PAGÁ-LAS.CLARO..

Parabéns

wilma maciel (Outros)

Parabéns Ministro Celso de Mello. Bolsonaro Acabou, Impeachment !

Presidente não é Rei.

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Parabéns, Celso de Mello!

Linha tênue

Radgiv Consultoria Previdenciária (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Já comentei aqui e tive o comentário excluído pela moderação. Vou repetir novamente: estamos à beira de uma guerra civil se continuar a afronta a um dos poderes constituídos. Tem que haver harmonia. Já pensaram O contrário? E inimaginável pensar que o presidente do STF tenha o celular apreendido. Há que se ter respeito. Está faltando bom senso ao poder judiciário. Tudo neste país é judicializado e o STF virou o único meio que os que não ganharam nada nas eleições convulsionem o país a balbúrdia. Espero que não censurem esse comentário. Não sou a favor de uma guerra civil ou qualquer distúrbio social, mas estamos caminhando para isso.

A população esta alerta

Sandro Xavier (Serventuário)

O ideal é que deixem um presidente honesto e democraticamente eleito governar. A população certamente responderá se os seu direito civil de votar e ser governada pelo eleito ser violado.

Comentar

Comentários encerrados em 30/05/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.