Consultor Jurídico

Comentários de leitores

16 comentários

Reportagem deturpada

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Como sabido, um bom jornalismo deve se ater aos fatos, sendo neutro e imparcial, não tentando forçar ou induzir o leitor a seguir o seu pensamento político. O leitor deve ler a matéria e por si próprio elaborar livremente as suas conclusões. Esta matéria não é uma reportagem, mas praticamente um libelo acusatório contra o Presidente e seus auxiliares. Atribui levianamente ao Presidente uma “monomania persecutória contra a imprensa”, porém, o que ocorre na realidade é o contrário. Vemos a imprensa em geral atacando diariamente o Presidente da República com notícias deturpadas, acontecimentos inexistentes e ataques raivosos. Esta reportagem se enquadra neste tipo de mau jornalismo, como se vê, por exemplo, pelas expressões deturpadas “bobagens e profanidades a granel” e “linguajar chulo e indigente do encontro”, que são circunstâncias fantasiosas que foram grosseiramente inventadas.

Também caracterizando a falta de neutralidade e de imparcialidade, a matéria ataca o tempo todo o Presidente e seus ministros, porém não concedeu a nenhum deles qualquer direito de se defenderem. Por outro lado, contraditoriamente ao ex-ministro Moro, que foi atacado apenas uma vez na reportagem, foi concedido o direito de resposta.

Exposição desnecessária

Vander (Outros)

Lamentável que a matéria tenha destacado questões menores e abandonado o verdadeiro motivo da reunião de Ministros. Do jeito posto, parece que se reuniram para achincalhar Brasília e os Ministros do STF. Lamentável que o presidente não seja o queridinho da imprensa manipuladora, cujos interesses são somente particulares. Sabotar o governo, sabiam o povo que o elegeu. São urubus na carniça. Querem destruir o Brasil por interesses que não são públicos. Não tenho dúvidas que a divulgação do vídeo teve por finalidade desgastar o governo. O tiro saiu pela culatra. O presidente ficou ainda mais forte e cada vez mais faz seguidores. Vcs podem tentar derruba-lo, mas acho difícil que consigam, o povo não permitirá.

Reunião de 22/04/2020

José Araujo balança (Servidor)

O vídeo da reunião ministerial do dia 22/04/2020, dia do Descobrimento do Brasil, acertadamente divulgado pelo decano do Supremo Tribunal Federal, Ministro Celso de Mello, corrobora, cabalmente, as afirmações feitas pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Fernando Moro. Agora, cabe a tomada de providências do Procurador-Geral da República, para o oferecimento de eventual denúncia, e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, para dar início a um eventual processo de impeachment contra o Presidente da República.

Fishing expedition

Voldyriov (Outros - Trabalhista)

Esse poderia ser um título de uma redação de 53 laudas onde não se encontra nada, a não ser um ministro tecer adjetivos depreciativos a uma corte. Já ouvi "elogios" piores vindos da própria magistratura tanto em audiências quanto em referência ao antidemocrático pretório excelso.

As gincanas do supremo tem de acabar.

Impeachment longe

Professor Edson (Professor)

Pelo vídeo divulgado não existem razões para o impeachment, apenas quem votou nele deve agora pensar duas vezes, pois ele faz a velha politicalha que prometeu não fazer, mas para impeachment é quase nada, perda de tempo só vai dar mais força pra ele como fizeram com o impeachment desastroso e sem fundamento do Trump.

Verdade

ca-io (Outros)

Realmente, ficou claro, evidente, cristalino, que não se governa sem acordo. Realmente a constituição de cunho parlamentarista com governo presidencialista, tem que ser revisto.

Temer...

Eduardo Lyra (Bancário)

O impeachment de Trump foi tão "desastroso e sem fundamento" (oferecer recursos financeiros e bélicos a governantes de outra nação, em troca de produção de acusações contra familiares de seu adversário político) quanto foi o do Temer...
Em ambos os casos, os processos SÓ não foram à frente porque o acusado tinha o Congresso a seu favor. Não é por acaso que o nosso presidente está se associando aos velhos partidos fisiológicos.

Sou leigo mas não tolo

ca-io (Outros)

Claramente tenho assistido na tv autoridades que decidem fazerem comentários, muitos com razão mas improprio, a meu ver comentário político quando dão opinião relativo, ao ponto de um leigo como eu conseguir decifrar um sim ou não em caso de decisão com antecedência suprema. Só queria entender se é verdade ou ou fake que não julgam com tanta rapidez a quebra do sigilo do celular do adélio.

Celular do Adélio é de luvte acesso....

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

O celular do advogado (que não deu facada em ninguém) é que não pode ser devassado.
Mas Bolsonaro faz confusão proposital.
Quem deve entregar celular é quem sofre investigação por atos próprios.

Nada demais

Radgiv Consultoria Previdenciária (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Não há nada demais no vídeo. Apenas uma indignação natural de alguns ministros e do presidente. Tem sessão do STF que já assistimos que é bem pior, com exceção dos palavrões, mas com palavras cultas bem ofensivas. Nada demais. Fala comum do povo. Se alguém se sentiu ofendido não tem o direito de entrar com ação judicial, porque, em tese, se tratava de reunião fechada com ministros sem o caráter de publicidade, que somente veio a público por decisão do Decano do STF. Nada demais. Muito mi mi mi. Nada demais no vídeo.

Surpreso

Rodrigo Carvalho Adv (Advogado Autônomo - Civil)

Como o doutor chegou a essa conclusão se o vídeo tem 2h de duração, foi postado às 17h e às 18h, o doutor já tinha uma consultoria técnica definida sobre o processo?????

Surpreso

Rodrigo Carvalho Adv (Advogado Autônomo - Civil)

Poderia me explicar como o doutor chegou a está conclusão?????
Pois o vídeo foi postado às 17h e às 18h o doutor já tinha uma consultoria técnica definida!!!!!

Desrespeito ao estado

Glaucio Manoel de Lima Barbosa (Advogado Assalariado - Empresarial)

O STF impõe uma ditadura judiciaria ferindo o principio constitucional constitucional de que os poderes da união, independentes e harmônicos entre si. Uma reunião do Executivo tem que ser escancarados em detrimento da vaidade de uns.

Confirmou o dito pelo Moro.

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

E além disso: o vídeo confirma que as falas camuflam (supostamente no interesse da sociedade) objetivos direcionados a atentarem contra valores e a sociedade brasileira constitucionalmente configurada.
É uma verdadeira confissão de propósitos mal disfarçadas.

NADA

Radgiv Consultoria Previdenciária (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Confirmou mesmo que o Moro é um fofoqueiro.

A verdade

Eduardo Lyra (Bancário)

Exato, Eduardo.
Até o momento, tudo o que Moro disse foi provado/confirmado.
Uma reunião gravada, contendo apenas declarações e intenções, não é "prova incontestável" de nada, além da falta de caráter e dignidade de alguns de seus participantes, como o presidente. Mas a reunião serve para deixar inequívoca a motivação para a intervenção presidencial na PF.
Além, é claro, de apontar outras imoralidades, algumas passíveis de processo.
Se fosse um país sério, hoje teríamos várias cartas de demissão sendo apresentadas e uma ampla reforma ministerial, bem como de empresas públicas.

Comentar

Comentários encerrados em 30/05/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.