Consultor Jurídico

Construção civil

Justiça do Rio aceita processar pedido de recuperação da João Fortes

A Justiça do Rio de Janeiro aceitou julgar o pedido de recuperação judicial da João Fortes Engenharia. O caso corre na 4ª Vara Empresarial da capital fluminense. As informações são do Monitor de Mercado.

Segundo a companhia, que anunciou a decisão na terça-feira do último dia 10, a recuperação "é a melhor alternativa para superar a crise financeira atual", uma vez que cria um ambiente seguro para renegociar com credores e fazer mudanças operacionais.

O pedido teve impacto negativo no valor das ações (JFEN3). Os papéis, que valiam R$ 3,07 no dia eu que foi anunciado o pedido de recuperação, no fim de abril, hoje, são vendidas a R$ 2,32.

Ao pedir para entrar em recuperação, a empresa alegou que a crise impulsionada pelo coronavírus "potencializa o futuro incerto do setor imobiliário".

A pandemia da Covid-19, diz a João Fortes, aumentará o desemprego e diminuirá a renda dos consumidores, gerando queda nas vendas de novas unidades.

"Com equacionamento das dívidas e a reorganização da empresa, espera-se superar esse cenário adverso com a continuidade das obras e a consequente entrega dos imóveis aos seus adquirentes", afirma.

No mercado, diz-se que o setor imobiliário é o primeiro a sentir e o último a sair de uma crise.

Nos fundos de investimento imobiliário (FIIs), que captam de investidores para aplicar em empreendimentos e empresas do setor, a desvalorização atingiu todos os segmentos.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 19 de maio de 2020, 16h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/05/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.