Consultor Jurídico

Aleluia, irmãos

Prefeito decreta 21 dias de orações e um de jejum para combater Covid-19

A Prefeitura de Ladário, no Mato Grosso do Sul, editou um decreto que prevê 21 dias de oração, um de jejum e até um cerco espiritual como medidas de combate ao coronavírus. O decreto foi assinado pelo prefeito Iranil de Lima Soares.

123RFPrefeito decreta 21 dias de orações e um de jejum para combater Covid-19

Na justificativa, Soares diz que Ladário é uma "cidade cristã" e que "Deus ouve a oração de um povo quebrantado". No artigo 1º, o decreto prevê orações diárias nos lares, mas sem aglomeração de pessoas. 

Já o artigo 2º orienta voluntários a orar por 21 dias e fazer jejum por um dia, "invocando o nome do Senhor para que juntos na fé possamos vencer a pandemia". Segundo dados do governo do estado, Ladário tem cinco casos confirmados de Covid-19.

No dia 7 de junho, está previsto um cerco espiritual na cidade, onde cada cidadão deve rezar em sua casa, "com o escopo de pedir ajuda a Deus, tanto pelas pessoas que já estão doentes, quanto por aqueles que estão tomando medidas para não contrair a Covid-19, bem como para afastar este mal que assola nossa nação", conforme o artigo 3º do decreto.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 17 de maio de 2020, 10h02

Comentários de leitores

1 comentário

Absurdo!

Sávio Gonçalves (Procurador do Estado)

Ladário, que é uma variante de ladairo, significa, ironicamente, "procissão de penitência, como pagamento de promessa, preces coletivas por ocasião de calamidades, preces coletivas em situações de perigo ou de procissão" (Houaiss). Infelizmente, essa situação demonstra o total despreparo desse prefeito para a governança do município. Esse vírus não tem ideologia, religião ou time de futebol. Não vai parar por causa de orações, do contrário bastaria, como no tempo da peste negra que matou pelo menos uns cem milhões de europeus, rezar muito, fazer missas, procissões e até autoflagelações, exatamente o que fizeram naquela época, afora no caso de inúmeras epidemias de outras doenças como a varíola. Vírus são frutos da mesma natureza que nos criou e existem há mais tempo do que qualquer outro traço de vida na Terra. Deus não cria barreiras sanitárias; os homens, sim, podem implantá-las.

Comentários encerrados em 25/05/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.