Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Luto na advocacia

Morre Gabriel Araújo de Lacerda, sócio aposentado do Trench Rossi Watanabe

O advogado Gabriel Araújo de Lacerda, sócio aposentado do escritório Trench Rossi Watanabe, morreu na sexta-feira (8/5).

18.jan.2016/Reprodução

Nascido em 1939, Lacerda formou-se em Direito na turma de 1962 da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e obteve o título de mestre em Direito (LLM) pela Faculdade de Direito da Universidade de Harvard.

Ele fez pós-graduação em Literatura Infanto-juvenil na Universidade Federal do Rio de Janeiro e escreveu livros didáticos, de ficção e de literatura para este público, dos quais os mais recentes são Nazismo, Cinema e Direito, Agir bem é bom, Direito no Cinema, O Estado é você, Eu Tenho Direito, Ética, ontem, hoje e amanhã, e o título infantil mais famoso, Eu quero uma coisa, assinado sob o pseudônimo Pedro Pessoa.

Lacerda teve participação efetiva na consolidação do Trench Rossi Watanabe no Rio de Janeiro, tendo sido um dos principais tributaristas da banca por anos.

Trabalhou em empresas como Caemi, Brascan e Petrobras e foi professor-fundador da Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas, onde conduziu atividades eletivas com foco em novas metodologias e experiências didáticas, envolvendo Direito e Cinema, oratória, prática profissional.

"O falecimento do doutor Gabriel é uma grande perda para a família, amigos e todos os que tiveram o privilégio de conviver com ele. Advogado brilhante, grande escritor e uma alma inquieta, sua presença bem humorada e ativa fará falta para todos nós" afirma Anna Mello, sócia e membro do Comitê Administrativo do escritório.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 11 de maio de 2020, 15h49

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/05/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.