Consultor Jurídico

Opinião

Home office será um importante legado da pandemia da Covid-19

Por 

Para evitar o contágio no ambiente laboral ou até mesmo no nosso deslocamento, as medidas de distanciamento social nos forçaram a adotar um novo meio de trabalhar. Em razão do aumento de casos confirmados da Covid-19, diversos empresários e trabalhadores passaram a desempenhar suas atividades em home office.

Em que pese a regularização do teletrabalho ter sido realizada pela Reforma Trabalhista, em 2017, essa modalidade era pouco adotada pelas empresas até então. A partir da necessidade de adequação do nosso modo de trabalhar, foi possível verificar que o home office é um meio eficiente para a atividade laboral, permitindo a realização de reuniões de equipe, contato com clientes, resoluções de demandas e desenvolvimento de projetos, todos de forma virtual, sendo esse visto como o principal avanço nas relações trabalhistas.

A necessidade de se digitalizarem todas as formas de negócio, de maneira rápida, será um grande legado da pandemia para o mercado de trabalho. A crise gerou uma modernização no exercício das atividades laborais, ainda que de maneira forçada, mostrando que o avanço tecnológico está cada vez mais presente e é necessário nas relações de mercado e trabalho. Um novo modelo laboral está cada vez mais próximo de nós.

O trabalho remoto exige muita disciplina, organização e colaboração por parte do empregado, que se compromete pela entrega de resultados e atendimento dos clientes. Da mesma forma, deve haver confiança entre o empregador e o empregado, visto que nesse caso não é possível realizar a supervisão sobre o fiel cumprimento de horários de trabalho, verificando apenas a entrega de resultados por parte do empregado.

Passada a crise, entendo que deverá ocorrer uma quebra de paradigma sobre o trabalho presencial, oportunizando que o home office não seja realizado apenas em situações de necessidade. Isso porque foi verificada a possibilidade de diversas atividades serem realizadas de forma remota, na modalidade de teletrabalho, que, apesar de ser um desafio ao empregado, apresenta boas vantagens, como a otimização do tempo e do custo de deslocamento, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Ainda que seja um momento delicado para todos, o isolamento traz também a oportunidade de aperfeiçoamento dos profissionais através de cursos de qualificação gratuitos que estão sendo oferecidos na internet. Para nós, trabalhadores ou empresários, é importante — passados os primeiros e principais obstáculos de saúde pública e da economia — incluir novos modelos para a prestação laboral. A adaptação a novas ferramentas irá requerer que nos reinventemos, que saiamos da caixa.




Topo da página

 é advogada e integrante do Departamento Trabalhista do escritório BVK Advogados.

Revista Consultor Jurídico, 8 de maio de 2020, 6h04

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/05/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.