Consultor Jurídico

81 anos

Autoridades lamentam a morte do ministro aposentado do TCU Guilherme Palmeira

Ex-senador e ministro do TCU, Guilherme Palmeira morreu nesta segunda-feira
Reprodução

Morreu nesta segunda-feira (4/5) Guilherme Palmeira, ex-prefeito de Maceió, senador, governador de Alagoas e ministro aposentado do Tribunal de Contas da União.

Palmeira era especialista em Direito Internacional, Público e Privado e tornou-se ministro do TCU em 1999, ocupando o posto de presidente da corte em 2006.

A notícia foi dada por Rui Palmeira (PSDB), filho do político e atual prefeito de Maceió. O pai governou o estado entre 1979 e 1982, tinha 81 anos e a causa da morte não foi confirmada pela família

"O falecimento de Guilherme Palmeira deixa entre nós um sentimento de profunda tristeza, mas também de gratidão e reconhecimento pelo legado de seus 81 anos de vida. Em nome do Superior Tribunal de Justiça, manifesto condolências aos familiares, amigos e a todos que o admiravam”, informou em nota o ministro João Otávio de Noronha.

Conterrâneo de Palmeira, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) elogiou a sua capacidade de diálogo e comentou sua morte. "Alagoas e o Brasil perdem Guilherme Palmeira. Deputado estadual, governador, senador, prefeito de Maceió, ministro do TCU. Um democrata, homem do diálogo e da temperança. Tive o privilégio de desfrutar da amizade e do bom humor de Guilherme. Ele vai fazer falta", afirmou.

Quem também lamentou a morte foi o senador Alvaro Dias (Podemos-PR). "Nossos sinceros sentimentos. Solidariedade a Rui Palmeira. Guilherme foi um homem cordial, conciliador, lúcido e equilibrado. Deixa bons exemplos e uma legião de amigos."

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que Palmeira foi um dos grandes "homens públicos de sua geração e um nome histórico do PFL. "Foi presidente do partido [hoje DEM] e muito atuante no processo de redemocratização do nosso país”, lembrou.

O ex-ministro da Defesa Aldo Rebelo (Solidariedade-SP) lembrou que Palmeira atuou como um democrata em sua gestão no governo de Alagoas. "Governou Alagoas quando iniciávamos a reconstrução do movimento estudantil e comportou-se como um democrata. Deixará saudades e boas lembranças", disse.

O senador e ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL) afirmou que "Guilherme Palmeira era uma excepcional figura humana e um líder político por gerações".

Para José Mucio Monteiro, presidente do TCU, "Palmeira mostrou-se um homem com uma ampla base cultural e possui várias publicações nas mais variadas áreas, como literatura,  economia e política". "Durante sua atuação no TCU, no período de 1999-2008, adotou inúmeras medidas de grande importância e que aproximaram o tribunal do parlamento, da sociedade." 

O Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região divulgou uma nota de pesar. Leia abaixo:

O Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT-AL) lamenta a morte  do ex-governador de Alagoas e ministro aposentado do Tribunal de Contas da União (TCU), Guilherme Palmeira, ocorrido na manhã desta segunda-feira (4), aos 81 anos. Em razão da pandemia da covid-19, não haverá velório.

Palmeira era bacharel em Direito pela antiga Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ele ingressou na política como deputado estadual, tendo exercido três legislaturas consecutivas entre 1966 e 1977. Foi governador de Alagoas de 1979 a 1982, senador da República por duas vezes (1983/1988 e 1991/1999) e prefeito de Maceió de 1989 a 1990, encerrando a vida pública em 2008 como ministro do TCU.

Em 1995, Palmeira foi agraciado pelo TRT/AL com a Comenda da Ordem do Mérito Ministro Silvério Fernandes de Araújo Jorge, no grau Grã-Cruz, entregue a personalidades nacionais e estrangeiras que tenham se destacado por suas atividades em prol da Justiça do Trabalho.

Guilherme Palmeira era pai do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, a quem, em nome dos demais familiares e amigos, o TRT-AL presta as mais sinceras condolências neste momento de irreparável perda.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 4 de maio de 2020, 19h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/05/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.