Consultor Jurídico

Luto na advocacia

José Eduardo Queiroz, CEO do Mattos Filho, morre aos 49 anos

José Eduardo Carneiro Queiroz, do Mattos Filho, morreu nesta segunda-feira
Divulgação

Morreu nesta segunda-feira (29/6), aos 49 anos, o advogado José Eduardo Carneiro Queiroz, sócio-diretor do escritório Mattos Filho.

Formado pela Faculdade de Direito do Largo do São Francisco (USP), Queiroz ingressou no escritório ainda como estagiário em 1995. Em 1997 foi contratado e se tornou sócio da banca em 2001.

Além da formação em direito, Queiroz era formado em administração de empresas e cursou especialização em economia e ciência Política pela Universidade de Georgetown (EUA).

Em seu trabalho, Queiroz atuava na assessoria de companhias abertas, bancos e fundos de investimento. Além de atuar em transações financeiras ele também representava clientes em processos administrativos na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e junto ao Banco Central.

José Eduardo deixa esposa e três filhos.

O advogado Pierre Moreau, do Moreau Valverde Advogados, divulgou nota de pesar:

"Conheci Zé Eduardo Queiroz ainda estagiário do Mattos Filho. Ao trabalharmos num grande processo de privatização em meados dos anos 90, chamou a minha atenção a dedicação daquele jovem que tinha trocado o promissor curso de administração de empresas da Fundação Getúlio Vargas para se dedicar ao direito financeiro e todas as suas ramificações. Aos poucos, o mútuo respeito se consolidou em forte amizade. Pude, inclusive, ter a honra de contar entre meus colaboradores, sua mulher e irmão, hoje profissionais de primeira linha em duas das mais respeitadas sociedades de advocacia do país. Não me deixou dúvidas sobre o sentimento de realização de sonho quando assumiu a gestão do Mattos Filho. Suas contribuições nesta posição ultrapassam em muito os limites da empresa para se tornar referência de benchmarking sobre como gerenciar uma instituição de alto nível. Seu súbito falecimento entristece a mim e a todos os que tiveram o privilégio de conviver com ele. Meu profundo pesar à família, aos colegas do Mattos Filho, à advocacia."




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 29 de junho de 2020, 15h42

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/07/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.