Consultor Jurídico

Intervenção penitenciária

Ministério da Justiça prorroga permanência de força-tarefa no Pará

Portaria publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (29/6) pelo Ministério da Justiça prorroga por 60 dias o emprego da força-tarefa de intervenção penitenciária no Pará.

Agência Brasil

Com a medida, a atuação da força, que tem a missão de coordenar as atividades de guarda, vigilância e custódia de presos, está autorizada até o dia 22 de agosto, "em caráter episódico e planejado", detalha a portaria.

A operação terá o apoio logístico e a supervisão dos órgãos de administração penitenciária e segurança pública do Pará.

Caberá ao Ministério da Justiça definir, em planejamento conjunto com os entes envolvidos na operação, disponibilizar o efetivo a ser usado na operação.

A força-tarefa está desde julho do ano passado, após rebelião que resultou, em um primeiro momento, na morte de 62 presos no Centro de Recuperação Regional de Altamira. Dez líderes criminosos que estavam presos em Altamira foram transferidos para presídios federais; e 46 foram enviados a outros presídios estaduais. Com informações da Agência Brasil.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 29 de junho de 2020, 22h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/07/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.