Consultor Jurídico

Atos covardes

Criminalistas do Rio repudiam ofensas a ministro Celso de Mello

Por 

A Sociedade dos Advogados Criminais do Estado do Rio de Janeiro (Sacerj) manifestou solidariedade ao decano do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, e repudiou as ofensas que lhe foram dirigidas por declarações e decisões que contrariam o governo de Jair Bolsonaro.

Decano Celso de Mello é exemplo para operadores do Direitos, dizem advogados
/STF

Em carta ao ministro, a entidade afirmou que todos os profissionais que atuam junto ao Judiciário reconhecem nele "a expressão do mais refinado saber jurídico, sempre posto em prol da realização da Justiça".

"Esse conhecimento é constantemente usado para garantir as liberdades públicas, aperfeiçoar as instituições republicanas e promover o equilíbrio democrático", disse a Sacerj.

"Demais disso, a coragem hermenêutica que caracteriza os julgados proferidos por vossa excelência, é um raro predicado entre os juízes, encontradiço, apenas, entre aqueles que não temem ataques à sua honra ou à sua pessoa, sejam diretos ou sub-reptícios, nem mesmo quando lançados por mal disfarçados fascistas", apontou a instituição.




Topo da página

 é correspondente da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro.

Revista Consultor Jurídico, 18 de junho de 2020, 20h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/06/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.